Agrotóxicos – 13.09.2019

Campanha vai recolher
as embalagens vazias

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Mais uma vez, revendedores, poder público e irrigantes pomovem campanha para recolhimento de embalagens vazias de agrotóxicos, nos municípios de Livramento de Nossa Senhora, Dom Basílio, Rio de Contas, Jussiape, Piatã e Brumado, na Bahia.

Em Livramento de Nossa Senhora, a campanha prevê o recolhimento dos vasilhames vazios, a ser feito no Distrito de Irrigação (ADIB), nos dias 17, 18 e 19 de setembro. Nos demais municípios, a coleta obedecerá ao seguinte calendário:

- Dom Basílio (Praça da Feira), dia 16/09 (2ª feira).
- Rio de Contas (Horto Municipal), dia 17/09 (3ª feira).
- Jussiape (garagem da Prefeitura), dia 17/09 (3ª feira).
- Piatã (sede da Secretaria da Agricultura), dia 17/09 (3ª feira).
- Brumado (antiga sede da Ferrovia), dia 18/09 (4ª feira).

São 50 mil embalagens, aproximadamente, recolhidos todos os anos. Embora vazias, elas costumam conter resíduos de agrotóxicos e o objetivo da campanha é justamete eviter que sejam descartadas no meio ambiente, já tão contaminado pelo uso regular desses produtos.

A coleta e a destinação desse lixo tóxico é feita com base legal (Lei 12.305/2001) e quem se omitir poderá ser multado, segundo alerta o engenheiro agrônomo Weber Aguiar, da ADAB (Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia).

A partir da quantidade de embalagens recolhidas, todos os anos, cujo tamanho varia de 250ml a 20 litros, é possível estimar o volume de agrotóxicos lançados no meio ambiente, na região.

Clique aqui e leia mais sobre a campanha, executada pela Associação dos Revendedores de Produtos Agropecuários do Sudoeste da Bahia (ARAS), com apoio de ADAB, ADIB e prefeituras.

 

 

Dia da Pátria – 07.08.2019

Sete de Setembro em Livramento

 

 

Raimundo Marinho
Jornalista

O Sete de Setembro em Livramento de Nossa Senhora, Bahia, foi oficialmente lembrado com hasteamento das bandeiras nacional, estadual e do município, às 8h, no Paço Municipal, em ato comandado pelo prefeito Ricardinho Ribeiro, ao lado do presidente da Câmara Aparecido Lima e outras autoridades.

Houve, ainda, desfiles das fanfarras do Colégio João Vilas Boas e do Colégio Estadual de Livramento (antigo Boaventura). No dia 6, pela manhã, as crianças da Escola Municipal Rômulo Galvão deu outra bela demonstação de civismo, desfilando a caráter pelas principais ruas do centro da cidade.

Foi bonito! Porém, a cada ano a comemoração parece menor, em Livramento. Só dois colégios desfilaram, e apenas com pelotões de fanfarra. Nunca mais houve, por exemplo, os encantadores desfiles alegóricos do Colégio João Vialas Boas. Das escolas municipais, apenas a Rômulo desfilou, um dia antes.

Clique aqui para ver mais fotos>>

 

Consummatum est – 06.09.2019

Embasa por mais 30 anos, na
água e esgoto de Livramento

 

Raimundo Marinho
Jornalista

O prefeito Ricardinho Ribeiro, de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, está sendo criticado por ter saído à francesa da audiência pública que discutia, dia 3, o novo contrato com a Embasa e de ter assinado a dispensa de licitação (018/2019), antes de concluida a consulta pública.

Teria atropelado os artigos 11, inc. IV; 19, § 5º; e 51, parágrafo único, da Lei nº 11.445/2007, nos quais fundamentou, como manda a lei, a convocação da reunião com a comunidade, temendo-se que nada do que foi sugerido no encontro seja incorporado à minuta do contrato.

Art. 11. São condições de validade dos contratos que tenham por objeto a prestação de serviços públicos de saneamento básico:
IV - a realização prévia de audiência e de consulta públicas sobre o edital de licitação, no caso de concessão, e sobre a minuta do contrato.

At. 19..... § 5o Será assegurada ampla divulgação das propostas dos planos de saneamento básico e dos estudos que as fundamentem, inclusive com a realização de audiências ou consultas públicas.

Como está claro na lei, a validade do contrato depende dessa consulta pública e  da ampla divulgação do seu conteúdo e das propostas e planos nele previstos. E isso não ocorreu em sua plenitude, faltando um compromisso mais efetivo da Embasa, o que poderá ocasionar prejuizos à população.

Prefeito Ricardinho: foi negociado o acordo possível, não o desejado

Então, consummatum est (está consumado) e a empresa assume, por 30 anos, ou até ser privatizada, a prestação de serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário, no município. Nada muda, portanto, a não ser a forma da concessão, cujo contrato venceu em 21.05.2018.

Discute-se, agora, se o novo acordo exige autorização legislativa, em lei proposta pelo Executivo. O governo municipal dá sinais de entender que essa autorização já está implícita na Lei Municipal nº 1.410/2019, que autorizou  o convênio de cooperação ténica entre Estado e Município.

Mas não há referência expressa nesse sentido, na citada lei, pelo que a melhor interpretação é que nova lei será necessária, sob pena de vício de legalidade, ante o  que o gestor poderá ser responsabilizado, principalmente considerando o alto grau de complexidade e onerosidade do contrato.

Além disso, essa lei também não revogou a Lei Municipal nº 922/1998, que autorizou o contrato vencido, em especial interesse do município, cujo art. 4º condiciona a prorrogação do contrato à autorização da Câmara Municipal.

 

Audiência Pública – 04.09.2019

Faltaram os que reclamam
dos serviços da Embasa!

 

Raimundo Marinho
Jornalista

“A gente não ganha tudo, a gente ganha o que é possível fazer”, “não sei se é bom ou ruim, mas é o que conseguimos negociar”, sintetizou o prefeito Ricardinho Ribeiro, de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, a respeito do contrato com a Embasa.

Sua fala ocorreu na abertura, ontem, da audiência pública sobre o assunto, e se referiu às negociações com aquela empresa para continuidade da prestação de serviços de abastecimento de água e saneamento básico no município.

Prefeito Ricardinho Ribeiro: numa missão delicada

Houve baixa presença de público e a reunião só fez cumprir formalidade legal, pois tanto o prefeito quanto os prepostos da Embasa sinalizaram que tudo já estava pre-acordado, com pouca ou nenhuma possibilidade de alteração.

E a minuta contratual posta em discussão repete o contrato anterior, apenas atualizado-o para o que estabelece a Lei Nacional de Saneamento Básico (Lei nº 11.445/2007), na prestação dos serviços mencionados.

Citou-se que são necessários investimentos da ordem de R$12 milhões para abastecimento de água, incluindo a adutora para Iguatemi (R$8 milhões), que já deveria está pronta, e R$40 milhões em esgotamento sanitário.

Está previsto o atendimento de 60% dos 100% necessários da demanda por esgotamento sanitário. Mas, além de ser mera previsão, o percentual só seria alcançado em 20 anos, segundo o Plano Municipal de Saneamento.

Na verdade, a Embasa tem um grande desafio, ante a iminência de um Novo Marco Regulatório para o setor, que está prestes a ser aprovado pelo Congresso Nacional, que prevê a quebra do monopólio exercido por essas estatais.

É sabido que, para participar de licitações, como previsto nas novas regras, terá de ser privatizada. Então, buscando uma sobrevida de pelo menos 30 anos, como estatal, preparou um pacote agora imposto aos municpios.

Até colocou a própria privatização como causa extintiva do contrato (Cláusula Trigésima, inc. IV), já admitindo que isso poderá ocorrer a qualquer tempo, sem estabelecer a responsabilidade por eventuais danos ao município.

Não se sabe em quantos dos 368 municípios onde opera isso está ocorrendo, mas é certo que a tendência é ela ir sendo minguada, com elevado risco de não poder cumprir as obrigações do contrato de programa em elaboração.

 

Audiência pública – 31.08.2019

Embasa está perto do drible!

 

Imagem emblemática das queixas contra Embasa

Raimundo Marinho
Jornalista

Ansiosa para driblar o novo marco regulatório dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário, cujo projeto de lei tramita no Congresso Nacional, Embasa apressa renovação de contratos pelas normas atuais.

As novas normas são mais rigorosas, em favor dos usuários e municípios contratantes. Exigem, por exemplo, licitação prévia, para contratação dos serviços e preveem fiscalização pela Agência Nacional de Água (ANA).

Em Livramento de Nossa Senhora, Bahia, a Prefeitura convocou audiência pública obrigatória, no próximo dia 3, a partir de 14h30, no Centro Diocesano, aparentemente para ouvir e colher sugestões da população.

A minuta do contrato divulgada e a ser discutida, na reunião, prevê prazo de 30 anos, mas contém apenas as regras genéricas e padronizadas da prestação dos serviços, sem descrever os programas a serem executados.

Livramento, por exemplo, necessita de novos sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário, obras de gande porte, exigidas pela grande expansão urbana experimentada pelo município.

Mas isso não está na minuta divulgada, regida por normas antigas e defasadas, sendo de alto risco para a comunidade, principalmente diante do histórico de inadimplência da Embasa no município.

O contrato anterior durou 20 anos e expirou em dezembro de 2018, cujas obrigações  relativas ao esgoto foram acintosamente ignoradas pela Embasa. Há descuido até com a corriqueira correção do PH da água.

Infelizmente, seu histórico coloca sombras sobre o futuro de um novo contrato, até porque quem vai fiscalizar é outro órgão estatal, a Agersa, que, assim como a Embasa, sofre as nocivas influências políticas.

 

Bordão pegou – 31.08.2019

“E o trabalho não para...!”

 

Raimundo Marinho
Jornalista

De sorriso fácil, mas carrancudo se necessário, o prefeito Ricardinho Ribeiro, de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, acelerou sua gestão, neste ano de 2019, certamente de olho no ano eleitoral de 2020.

Conduz um arrojado programa de obras, que faz questão de destacar ser  custeado com recursos próprios, ou seja, diretos do caixa da Prefeitura, sem emendas parlamentares ou repasses estaduais ou federais.

Chama a atenção seu envolvimento pessoal na apresentação e divulgação dos trabalhos, em que é o próprio porta-voz. Averso a discurso escrito, fala sempre de improviso, diretamente da cena das obras.

Inaugura, assim, novo estilo de comunicação na gestão pública livramentense, marcado pelo bordão “E o trabalho não para”, com o qual encerra as mensagens, gravadas em vídeo e postadas nas redes sociais.

O leque de obras é variado, incluindo limpeza de lagoas, melhorias das estradas rurais  e pavimentação na sede e distritos. Sua assessoria diz que já são cerca de 30 vídeos sobre projetos prontos e ou em andamento.

 

Justiça – 30.08.2019

Promotor denuncia quatro por
fraudes na Retran Livramento

 

Raimundo Marinho
Jornalista

O Ministério Público da Bahia ofereceu denúncia à Justiça, esta semana, contra dois ex-servidores do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) e dois agentes privados, acusados de dar “aparência de legalidade” a automóveis de luxo roubados.

A ação é contra Kleber Tadeu Leal Cambui, ex-coordenador da Ciretran de Bumado; Edelson Dourado Castro, ex-coordenador da Retran de Livramento de Nossa Senhora; e os asgentes Givanildo Tavares Souza e Pablo Dean Novais dos Anjos Silva.

Segundo o MP, Kleber e Edelson “facilitaram e determinaram ao subordinado hierárquico, Laudelino Gonçalves de Azevedo Neto, a inserção direta de dados falsos no sistema informatizado do DETRAN”, relativos a pelo menos cinco veículos.

Acrescenta que isso aconteceu, em 2018, na unidade do órgão “situada em Livramento de Nossa Senhora-BA, com o fim de obter vantagem indevida, prometida e efetivamente paga, pelo menos parcialmente, pelos denunciados Givanildo e Pablo”.

Baseado em inquérito policial, o promotor Ruano Fernando da Silva Leite, que subscreve a denúncia, considerou que houve associação criminosa, entre servidores e agentes, envolvendo promessa e pagamento de  vantagem indevida.

O promotor ateve-se aos fatos criminosos ocorridos na sua jurisdição, através da Retran (Regional de Trânsito) de Livramento, mas cita que houve repliques em outros municípios, que “já pode ter movimentado mais de R$2.500.000,00”.

Os crimes apurados, conforme a denúncia, estão tipificados nos artigos 288, 313-A, 333, na forma do art. 71, do Código Penal.

Veja mais em:  https://www.mpba.mp.br/noticia/47988

 

 

Jogos Escolares – 30.08.2019

Meninas do Polivalente
sagram-se vice-campeãs

 

 

Raimundo Marinho
Jornalista

As meninas da equipe de futebol feminino da Escola Municipal Polivalente de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, são as vice-campeãs dos Jogos Escolares da Bahia, realizados entre 21 a 24 deste mês, em Salvador.

Elas participaram na modalidade Futebol de Salão, disputando com equipes da capital e cidades do interior. A direção da escola considerou que foi uma conquista importante, a qual atribuiu à força de vontade, garra e persistências das jovens atletas.

Informa que foram treinadas e orientadas pelos professores de educação física do estabelecimento, e destaca a relevância da atividade esportiva no desenvolvimento da saúde integral das pessoas, inclusive capacitando-as para as competições.

Parabéns às vice-campeãs Ana Estefâny, Ângela Prado, Anne Manuelle, Iza Carla, Jenihfer Aguiar, Lara Carolina, Lourdes Nicole e Yasmin Aguiar, juntamente com os treinadores e orientadores Carlos Tadeu e Jair Coelho Ramos.

 

Prefeitura – 28.08.2019

Restauração do paço municipal

Imagens extraídas de vídeo de divulgação da Prefeitura

 

Raimundo Marinho
Jornalista

O paço municipal de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, está passando por obras de recuperação e conservação. O trabalho inclui a sua cobertura, com substituição de telhas e da estrutura de madeira. O prédio é composto de porão, piso térreo e 1º andar.

O imóvel teria sido construido entre 1860 e 1870, por um grupo de irmãs, tendo à frente Antônia Francisca de Jesus Castro, para fins residenciais e, acredita-se, com espaços comerciais, como era costume à época.

Faz parte do precioso acervo arquitetônico histórico de nosso município. Pena que, bem ao lado da sede do Executivo Municipal, uma relíquia desse acervo, a Casa dos Alcântara está totalmente abandonada e em avançado estado de desmoronamento.     

                                                                                                               

 

Câmara – 26.08.2019

Vereadores defendem
transporte fora da lei

 

Raimundo Marinho
Jornalista

A sessão de 23/8 da Câmara Municipal de Livramento de Nossa Senhora, Bahia durou 48min. e teve como destaques a moção de pesar 5/2019 pelo falecimento de Maria Antônia de Carvalho, de Itanajé, e o PL-9/2019, do Executivo, que concede titulos de propriedade a ocupantes de áreas do município.

A falta de assunto abriu espaço para alguns vereadores demonstrarem o quanto não se preparam para a reunião. Josemar Miranda, por exemplo, defendeu a concessão de licença prêmio a uma servidora pública para tratamento de saúde, o que seria irregular, pois o certo é a licença médica.

Vereador Josemar Miranda

Em seguida, Miranda criticou o Código Tributário Municipal (LC-1.375/2017), aprovado pela própria Câmara, sem sequer ser lido, em dezembro de 2017, com   o voto unânime da bancada governista, incluindo ele.

Um ano e oito meses depois, ele resolveu dizer que a lei penaliza e desequilibra o comércio, que o comércio parou, mas “os impostos não param”, ironizando o bordão “e o trabalho não para”, do prefeito Ricardinho. 

O vereador assumiu, brandamente, a culpa por aprovar o Código, o que fez sem ao menos ler, e justifica a retardada insurgência dizendo que o prefeito teria prometido promover ajustes, mas que não o teria feito.

Juscelio Pires, que se isentou por não ter votado, também falou da culpa da Câmara, e aderiu à fala do colega de oposição, dizendo: “acho que nossa cidade é a que mais paga impostos”, em valores, para ele, “abusivos”.

Na verdade, ele falou em causa própria, pois é dono de posto de gasolina, no Distrito de Iguetemi, que  pagava  a irrisória quantia de R$60,00 por alvará anual de funcionamento e passou a pagar R$1.800,00.

O prefeito alegou, à época, que a nova lei buscou a justiça fiscal e social, adaptando o tributo à natureza e porte de cada atividade econômica. E isentou de IPTU imóveis em áreas periféricas, de baixa ou nenhuma renda.

FORA DA LEI E DA ORDEM

Mas o dasatino maior da sessão ocorreu na fala de Joaquim da Silva, ao acusar que o presidente da República, Jair Bolsoonaro, “vai acabar com o transporte alternativo” e que “vai haver uma guerra civil”, “vai parar o país”.

Sem citar a lei e golfando impropérios, o edil culpou o presidente pela alteração no Código de Trânsito (Lei nº 9.503/1997), que agrava as penalidades para quem faz transporte escolar e transporte remunerado não autorizado”.

Vereador Joaquim da Silva (Kinka)

As mudanças entrarão em vigor em outubro próximo. Abdicando do equilíbrio e até mesmo da serenidade exigida de um legislador, totalmente sem noção, o parlamentar xingou Jair Bolsonaro, dizendo:

“O presidente da República é um psicopata, um maluco. Não vamos deixar que isso aconteça, com toda nossa força pólítica, vamos falar com nossos deputados, com nosso govenador. Não é só Livramento, é o Brasil inteiro. Se for a frente, com certeza, é uma guerra civil, no Brasil, não tenho dúvida”.
 
Kinka da Silva borrou-se tanto na maionese, a ponto de omitir que, além de não ser da autoria do presidente,  a lei não acaba com o transporte alternativo, apenas endurece o combate ao transporte pirata de pessoas.

O transporte alternativo continua, incluindo o UBER. O que a nova lei fará, a partir de outubro,  é elevar de grave para gravíssima a classificação das infrações, além da apreensão dos veículos flagrados sem autorização.

Joaquim da Silva também escondeu que um irmão seu faz transporte clandestino. O objetivo da lei é disciplinar a atividade e dar segurança aos usuários, monitorando as condições de veículos e condutores.

O Projeto de Lei da Câmara Federal 109/2017, convertido na 13.855/2019, aprovado pelo Congresso Nacional e sancionado pelo presidente, foi da iniciativa (PL-5446/2016) do deputado Daniel Coelho (PE).

O que precisa ser feito, e os vereadores não enfatizaram isso, é conscientizar e apoiar esses trabalhadores, para que legalizem o que fazem, obtendo a autorização exigida. E nunca fazer incitação contra a lei e a ordem!

 

Caos no Mercadão – 26.08.2019

Fiscais recolhem carne por
falta de cuidados sanitários

Foto: Patrik Kassiano/Blog Regional (copiada e adaptada de https://www.radioportalsudoeste.com.br)

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Fiscais da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB) e da Vigilância Sanitária do Município fizeram duas inspeções sucessivas, dias 23 e 24, no Mercado Municipal de Livramento de Nossa Senhora, Bahia.

Apreenderam uma quantidade não revelada de carne (especula-se ter sido menos de 100 quilos), que estava exposta à venda em desacordo com as condições de higiene e de conservação exigidas pela legislação.

Nos dois momentos, houve outro tipo de apreensão, a dos comerciantes e suas famílias, ante o prejuizo com a perda dos produtos, além da possibilidade de serem responsabilizados judicialmente pela infração.

A comercialização de forma irregular, no local, chega a ser acintosa, com os produtos expostos ao ar livre, sem refrigeração, muitas vezes no chão, com franco acesso para moscas e outros agentes contaminantes.

O risco para a saúde dos consumidores é alto, os quais ficam sujeitos a doenças graves, oriundas de animais eventualmente contaminados, chamadas zoonoses, que podem afetar o sistema gastrointestinal humano.

Assim, palmas para a autoridade fiscalizadora! Mas há pontos a serem esclarecidos, entre eles, o fato da operação ter sido conduzida pela representação da ADAB de Brumado e não pelo escritório de Livramento.

O local da comercialização dos produtos é o Mercado Municipal, o chamado Mercadão. Trata-se, portanto, de local público, pertencente à administração municipal, que controla os pontos de venda.

Por que, então, a autoridade municipal, no momento da concessão dos alvarás, não exige a estrutura adequada do ponto de venda, e não faz uma inspeção rotineira, para aferir a procedência dos produtos?

 

Perímetro Irrigado – 21.08.2019

Projeto do DNOCS continua
inacabado, 30 anos depois

Fotos cedidas pelo fotojornalista Walter Lessa (Salvador)

 

Raimundo  Marinho
Jornalista

Fez 30 anos, último dia 16, que o então presidente da Repúbica José Sarney esteve em Livramento de Nossa Senhora, Bahia, para inaugurar a primeira etapa do Perímetro Irrigado Brumado, implantado pelo DNOCS.

Integram o sistema a Barragem Luis Vieira, em Rio de Contas, com capacidade para 105 milhões de metros cúbicos, uma caixa de derivação e uma adutora, que leva ao canal de distribuição, totalizando cerca de oito quilômetros.

A implantação da área irrigada, de 5.000 ha, foi dividida em três etapas e, até hoje, somente uma delas, o chamado Bloco III, foi concluida, a que o presidente inaugurou. Seriam assentadas mais de 600 famílias de pequenos agricultores.

Mas o projeto foi desfigurado e  “tomado” por invasores de “colarinho branco”, pouco ou nada restando das 316 famílias que chegaram a ser assentadas, quando da inauguração, na etapa inicial, abrangendo uma área de 2.442 ha.

Muitos dos “lotes” foram adquiridos, de forma irregular, por pessoas não classificadas para o assentamento, e transformados em “espaços de veraneio”. A exceção era apenas para técnicos que apoiariam os pequenos agricultores.

Na ocasião, José Sarney disse que "a mentalidade da irrigação já pegou" e que
nenhum sucessor seu teria “coragem de parar, diminuir ou não considerar a irrigação como um dos problemas fundamentais para a redenção do Brasil".

No caso de Livramento, ele errou. O projeto  está parado há 30 anos. Mesmo assim, influenciou positivamente a economia local, ainda que restrito ao Bloco III e desviado da sua destinação original aos pequenos produtores.

Clique aqui e veja mais fotos da inauguração do perímetro irrigado e da barragem>>

 

Padroeira – 17.08.2019

Esperança na Mãe de Jesus!


Raimundo Marinho
Jornalista

“Ela é consolo e esperança para nós, povo de Deus”, destacou o bispo Dom Armando, ao explicar o sentido e a razão da festa da Assunção de Maria, celebrada há mais de 300 anos, em Livramento de Nossa Senhora, Bahia. 

Ela é a primeira dos ressucitados, lembrou o bispo, rogando para que a Santa Mãe de Jesus, que acreditou na esperança divina, “acenda em nossos corações o desejo de chegar até o pai, à glória da ressurreição”

Dom Armando presidiu a concelebração, último dia 15, na missa campal, diante da catedral de Nossa Senhora, com a praça central da cidade lotada de fieis. A família, na igreja e na sociedade, foi o tema da festa.

Com base no exemplo  de acolhimento e fidelidade de Nossa Senhora à convocação de Deus, nas palavras do anjo, ele pregou a necessidade dos casais serem fiéis aos compromissos da união matrimonial.

O bispo disse que “somos, como Maria, sinais e semeadores de esperança” e pediu aos fiéis para avaliar que “valores orientam nossas vidas, o que acolhemos ou devemos renunciar”, para sermos coerentes com nossa fé. 

Recomendou que as famílias se deixem iluminar pela fé, sem fugir da fidelidade assumida, que fossem renovadas as alianças feitas, no amor recíproco ao Senhor, sempre coerentes com a palavra e o batismo.

Por fim, pediu a intercessão de Maria Mãe de Jesus no esforço dos fiéis para fugir de tudo que ameaça a vida, que tira a paz, das ilusões do mundo, para agir sem timidez, fortes e confiantes, sem nunca se abater.

Os festejos foram encerrados com uma concorrida procissão, ao final da tarde, seguida da adoração ao Santíssimo Sacramento, dirigida pelo padre Ademário, da Paróquia de Nossa Senhora do Livramento.

 

Clique aqui e veja mais fotos>>



Café da Manhã – 17.08.2019

Comemoração dos advogados


Raimundo Marinho
Jornalista

Os advogados do Brasil comemoraram o dia em homenagem à categoria, 11 de agosto, Dia dos Advogados. Em Livramento de Nossa Senhora, Bahia, os bacharéis marcaram a data com uma confraternização, em descontraído Café da Manhã, dia 14, no Forum, promovido pela delegacia local da  Subseção de Brumado da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção Bahia. 

O encontro, coordenado pelo advogado Guto Rodrigues Tanajura, delegado da OAB-Livramento, reuniu profissonais da advocacia e serventuários da Justiça, além da ilustre presença do juiz João Lemos Rodrigues. Guto Tanajura disse que a confraternização expressou o clima de união e coleguismo que norteia os advogados de Livramento e região. 

 

A Padroeira – 08.08.2019

Começa a festa de Nossa
Senhora do Livramento


Raimundo Marinho
Jornalista

Começou, dia 6, o novenário que antecede a missa em louvor a Nossa Senhora, padroeira de Livramento de Nossa Senhora, na Bahia. Padre Jordélio abriu a jornada de fé, destacando a importância da oração.

Refletindo sobre a liturgia da data, lembrou a disciplina de Jesus, que costumava se afastar da rotina diária, para rezar, como o fez no monte, onde se deu o denominado fenômeno da transfiguração.

E recomendou que os fiéis tomassem, igualmente, esse cuidado, pois a oração é um exercício espiritual em que se roga a Deus por ajuda diante das dificuldades que se apresentam no quotidiano das pessoas.

Disse ser necessário sair da planície diária e, no retiro e sossego de um monte, poder ver com mais clareza o verdadeiro sentido da vida, sem se distrair com as questões passageiras que nos cercam. 

“A oração é o alimento que nos coloca dentro da vida, que ilumina as sombras que nos envolvem”, disse. Citou o exemplo de oração de Maria, que soube dizer sim aos projetos de Deus.

Na segunda novena, dia 7, padre Josemar, discorreu sobre a missão evangélica da Igreja, de ensinar a todos os povos, como Jesus ordenou, prometendo: “estarei com vocês até o fim dos tempos” (Mateus: 28, 20).

Acrescentou que precisamos da comunhão com Jesus, principalmente a partir da família, pois somos uma comunidade de cristãos e nossa fé se reflete na sociedade, na qual somos testemunhas de Deus.

O padre Marcelo Pires celebrou a terceira novena, ontem (8), e refletiu sobre os desafios e as alegrias da família, tema central dos festejos, com base na Carta Pastoral do bispo diocesano Dom Armando.

Na homilia, o padre centrou-se na fuga de Maria e José, por ordem de Deus, para o Egito, a fim de proteger a Sagrada Família, pois o rei Herodes planejava matar o Menino Jesus (Mateus: 2, 13-21).

Lembrou que a responsabilidade é de todos nós para com a instituição familiar, hoje em meio a muitas agressões; e recomendou que lutássemos para defendê-la, garantido sua missão na Igreja e na sociedade.

Invocando o Salmo 81: 8-14, disse “quem me dera que toda essa gente me escutasse e colocasse em pratica a palavra, para ser uma palavra ouvida e vivida, com o coração aberto às mensagens de Deus”.

Alertou que as fantasias da vida precisam ser trocadas pela efetiva proteção aos filhos, evitando que eles se percam, pois os “Herodes permanecem por ai”, e que “não devemos ter medo”. Basta ficarmos vigilantes!

(Acompanhe o novenário, com imagens ao vivo, pela Rádio 88 FM-Livramento-BA, a partir das 19h30min, em https://www.facebook.com/88FMLIVRAMENTO/?epa=SEARCH_BOX)

 

Festa do Bom Jesus – 07.08.2019

Escutar o Evangelho
é ter a força de Cristo!

Foto gentilmente enviada por Carlinhos Cordeiro, via Zap


Raimundo Marinho
Jornalista

Transformar a vida pessoal, para acolher o sonho de Deus por uma humanidade mais justa, fraterna e sensível ao sofrimento do outro, foi o que propôs o bispo Dom Armando, na concelebração que encerrou, ontem (6), a festa em louvor ao Bom Jesus do Taquari, em Livramento de Nossa Senhora, Bahia.

Foram 10 dias de orações e reflexões, culminados com a missa solene, na qual o bispo convidou a todos a levar consigo a força de Jesus, para fazer valer a pena ter participado daquele encontro de fé, comprometendo-se a seguir o Bom Jesus, “de forma coerente, sem ambiguidades nem falsidade”.

Foto Carlinhos Cordeiro . . . . . . . . . . . . . . . . Foto copiada do site da Rádio 88FM/Livramento-Ba

Principalmente, com a presença marcante da família, tema da festa, na Igreja e na sociedade, na alegria missionária do Evangelho, como ensina o Papa Francisco, acrescentou. “Escutar Jesus”, frisou, “é ser outro Jesus” “escutar o Evangelho é servir a Jesus, ter sua força”, sem se perder nas ambiguidades e falsidades da vida. 

O bispo alertou os que, frágeis na fé, pulam para lá e para cá, buscando benefícios imediatos, curas e falsas promessas, como numa fábula, destacando que a luz do rosto de Jesus é que nos envolve e acolhe, devendo também nós acolhermos nosso irmão e jamais humilhar quem já é humilhado na vida.

Referindo-se à liturgia da data, destacou a majestade de Jesus, ao levar os discípulos Tiago, Pedro e João ao monte (Lucas, 9: 32), para lhes ensinar sobre a grandeza e infinitude da vida, no episódio da transfiguração, sob o testemunho do próprio Deus, dizendo: “Este é o meu filho muito amado, escutai-o”

Foto gentilmente enviada por Carlinhos Cordeiro, via Zap

 

Fundef e professores – 31.07.2019

TCU não acata solicitação do
Congresso sobre precatórios

 

Raimundo Marinho
Jornalista

O Tribunal de Contas da União (TCU) manteve sua posição contrária ao rateio dos precatórios do Fundef aos professores, insistindo que se tratam de recursos extraordinários e não se submetem à regra do art. 22 da Lei nº 11.494/2007.

A decisão foi tomada no último dia 24, quando o plenário da corte examinou a proposta de fiscalização apresentada pelo Congresso Nacional, de autoria do deputado João Bacelar (BA), tendo como relator Fernando Rodolfo (PE).

O argumento dos ministros do Tribunal é que a PFC-181/2018, da Câmara, contraria a jurisprudência daquela corte de contas. Será, portanto, nessa linha contraria à destinação dos 60%  aos professores, que a fiscalização será feita.

Ou seja, foi sepultada a esperança dos docentes de receber os precatórios, ficando na dependência de mudança da legislação, abrangendo essa situação específica, ou de decisão judicial, caso o pleito venha a ser decidido favoravelmente no STF.

Clique aqui e leia o acórdão (TC-014.413/2019-1)

 

Novenas no Taquari – 30.07.2019

Tenhamos fé e sejamos
todos discípulos de Jesus

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Na abertura do novenário do Bom Jesus do Taquari, dia 28, em Livramento de Nossa Senhora, Bahia, o padre Ademário Ledo externou a alegria de iniciar o que chamou de “caminhada frutuosa”, em louvor a Jesus Cristo.

Disse ser “um encontro com Deus”, naquela praça, para “crescer no amor e na fé”, pela oração, que classificou  como “coversa íntima com Deus”, como fez Abraão ao interceder por Sodoma e Gomorra (Gênesis: 18, 20-32).

Destacou a importância da oração também em família, que é o tema da festa do Bom Jesus, este ano (A missão da família na sociedade e na Igreja); e que Deus não dará cobra a quem Lhe pedir um peixe (Lucas: 11, 1-13).

Assinalou, ainda, a importância da oração ao lembrar que Jesus esinou os discípulos a rezar invocando o “Pai”, como Ele se dirigia a Deus (Lucas: 11, 1-4). Mas que não basta só nos lábios, é preciso praticar muito o Pai Nosso.

Ensinou que isso exige esforço, trabalho e perdão ao próximo, para que tenhamos paz. E refletiu, indagando: Será que temos tempo de rezar, no mundo de hoje, ou só rezamos na hora  dos apuros, como se toma um analgésico?

O padre Reinaldo Reis, na segunda novena, também proclamou a força da fé, ao citar a mulher curada de uma hemorragia, que tinha há 12 anos, bastando tocar na roupa de Jesus; e a ressurreição da filha de Jairo (Mateus: 9, 18-26).

Disse que a fé movia as pessoas até Jesus, que as acolhia, dizendo “tua fé te curou”. “É a mesma fé que nos move até aqui”, disse o padre. O padre Macelo Pires celebrou, hoje, a terceira novena, com o tema Igreja missionária a serviço do Evangelho.

Disse que os cristãos não podem ficar passivos, que a fé cristã deve ser assumida, deixando Cristo existir dentro de nós. E destacou o pedido de Jesus: Ide por todo o mundo e fazei com que todos sejam meus disipulos.

(Acompanhe as novenas do Bom Jesus, pela  www.radio88fm.com.br, a partir das 19h)

 

Embasa Livramento – 26.07.2019

Promotor apura denúncias
sobre má qualidade da água

 

Mulher tenta entregar amostra da água de Livramento ao governador

Raimundo Marinho
Jornalista

A 1ª Promotoria de Justiça de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, instaurou inquérito civil público para apurar denúncias de má qualidade da água fornecida pela Embasa, no município, além de irregularidades na pestação do serviço.

O promotor Ruano Fernando da Silva Leite solicitou que a empresa forneça o plano de monitoramento e laudos de avaliação da água dos últimos seis meses, se há presença de agrotóxicos e cópia do contrato de concessão em vigor.

Quer saber se a Vigilância Sanitária Municipal tem cumprido a fução de monitorar o serviço; e se há registro na Secretaria Municipal de Saúde de sintomas relacionados ao consumo de água contaminada, inclusive por agrotóxicos.

De cara, o Ministério Público vai constatar que a Embasa opera hoje de forma clandestina, no município, pois o contrato  venceu desde 2018. O promotor (Portaria-23/2019) basea o inquérito em relatórios do VIGIAGUA.

(Clique aqui para ler a portaria do Ministério Público)

CAPITAL QUER ROMPER CONTRATO – O site Bahia Notícias, do jornalista Samuel Celetino, divulgou hoje que o município de Salvador cogita romper o contrato de concessão mantido com a Embasa, por falta de investimentos.

A Secretaria de Infraestrutura da capital habilitou três consórcios para elaborar novo plano municipal de saneamento básico, o que poderá embasar a decisão de retirar os serviços da estatal Embasa, passando para o setor privado.

Segundo o secetário e vice-prefeito Bruno Reis, citado pelo BN, “é um verdadeiro desastre o desempenho nos investimentos de esgotamento sanitário e abastecimento de água da Embasa em Salvador”. Mas, pelo visto, não é só lá.

Leia mais em:

https://www.bahianoticias.com.br/noticia/238093-salvador-se-prepara-para-romper-com-a-embasa-caso-empresa-nao-melhore-investimentos.html

 

Área Legal – 25.07.2019

Projeto para legalizar
áreas urbanas e rurais

 

Palestrante Hervison Barbosa Soares

Raimundo Marinho
Jornalista

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) apresentou, dia 23, em Livramento de Nossa Senhora, o Projeto Área Legal, destinado a promover a regularização fundiária urbana e rural, nos termos da Constituição e da Lei nº 13.465/2017.

Dizendo de forma mais simples, significa que aquele que possuir uma área, incluindo moradia, na cidade ou no campo, mas não tem o documento provando que é dono, vai poder receber a sua escritura, que é o título de propriedade.

Mas, para tanto, é preciso que os interessados se enquadrem nos requisitos legais, como estar na área há muito tempo e de forma pacífica. Onde houver disputa, que exija decisão judicial, o projeto prevê a busca de uma solução.

Ao apresentar o projeto, a Corregedoria das Comarcas do Interior do TJ, que desenvolveu o Área Legal, informou os trâmites da regularização, que envolve a Justiça, tabelionatos, registro público, prefeituras e câmaras de vereadores.

Hervison Barbosa Soares, do Cartório do Registro de Imóveis de Barra (BA), mostrou o detalhamento do plano. Na mesa, o prefeito Ricardinho Ribeiro, o juiz Antônio Carlos do Espírito Santo (que representou o desembargador Emílio Salomão Reseda, corregedor das Comarcas do Interior), o juiz João Lemos Rodrigues e o vice-presidente da Câmara José Araújo. 

Na platéia, servidores da Justiça, da prefeitura, dos cartórios e outros convidados. A professora Márcia Oliveira foi a convidada para atuar como mestre de cerimônia.

 

Água e esgoto – 24.07.2019

Muita atenção no contrato!

O croqui da Agência Nacional de Água já sugeria, em 2005, a captação da água na barragem

 

Raimundo Marinho
Jornalista

A Câmara Municipal de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, revelou maturidade, oposição inclusa, ao autorizar o município a firmar convênio de cooperação para renovar o contrato com a Embasa.

Mas precisa trabalhar muito no debate que definirá o conteúdo do futuro acordo, a fim de compensar omissões da Embasa e zelar pelos cuidados exigidos nos próximos 35 anos, prazo da nova concessão.

A voz destoante, na votação do PL-11/2019,  saiu do vereador João de Ogum, a favor na Comissão de Finanças, Orçamento e Contas, como relator, e abstendo-se no plenário, onde ficou encima do muro.

Não explicou a incoerência, logo ele que vinha pregando, de forma tonitruante, contra a má qualidade da água no município. Não pode ficar omisso, até por dever de ofício, nessa instância de debate.

O conteúdo geral dos contratos com a Embasa submete-se à legislação estadual e federal, não tem como derivar para algo ruim. O  que pedem atenção são as demandas peculiares de cada município.

Em Livramento, por exemplo, deve-se atentar para o débito de 20 anos da Embasa no saneamento básico, deixando o sistema ruir. Prefeito, vereadores e comunidade precisam ficar atentos a isso.

Da mesma forma, o sistema de captação, adução e tratamento da água precisa ser ajustado ao crescimento urbano, além da ausência de água potável nos núcleos urbanos  do interior do município.

O novo contrato, se vier a ser viabilizado, cuja duração prevista é de 35 anos, além das cláusulas convencionais, previstas na legislação, terá de conter, obrigatoriamente, a correção dessas defasagens.

A ideia do prefeito Ricardinho Ribeiro de captar a água na Barragem Luis Vieira, em Rio de Contas, pode cumular essas e muitas outras soluções, como evitar os dejetos lançados no Rio Brumado.

Só não se livra dos agrotóxicos que contaminam, atualmente, o trecho do rio acima da barragem, que exigirá outro tipo de ação. Há de se levar em conta, ainda, os esgotos que Livramento lança no rio.

Cuidemos para que esse contrato não sirva apenas para acomodar interesses da Embasa, que teme perder o monopólio e cair na fiscalização federal, como previsto no PL-3261/2019, aprovado no Senado.

Desenho inicial da sugestão da ANA para captar água na barragem, defendida por Ricardinho

 

Precatórios Fundef – 24.07.2019

TCU agora tem de fiscalizar
 respeito ao rateio dos 60%

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Surge uma possibilidade de, finalmente, os profissionais da Educação  receberem os 60% do Fundef, oriundos de precatórios, ganhos na Justiça, no total de R$90 bilhões, em todo Brasil, referente a diferenças de repasses, pela União, entre 1996 e 2007.

A luta pelo cumprimento do art. 22 da Lei nº 11.464/2007 dura mais de 10 anos. Quando tudo caminhava para ser resolvido, em 2017, o TCU (Tribunal de Contas da União), em decisão enviesada e ilegal, vetou o pagamento.

Inventou que os recursos tinham natureza extraordinária e não se submetiam à vinculação prevista na lei. No último dia 5 de junho, a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara Federal aprovou a PFC Nº 181/2018, determinando ao próprio TCU que fiscalize o cumprimento da lei.

A Proposta de Fiscalização e Controle (PFC), apresentada pelo deputado João Carlos Bacelar Batista (BA), teve como relator o deputado Fernando Rodolfo (PE), que votou favorável. A proposta já está no TCU para ser executada.

Foi invocado justamente o art. 22 da Lei nº 11.464/2007, garantindo que pelos menos 60% dos recursos anuais do Fundef, hoje Fundeb, incluindo os precatórios, sejam para remunerar os profissionais do magistério da educação pública básica.

Clique aqui para ler texto da PFC>>

Clique aqui para ler o relatório com voto a favor>>

 

Embasa – 19.07.2019

Prefeito recebe convênio de
adesão para o novo contrato

 

Raimundo Marinho
Jornalista

A Câmara Municipal de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, aprovou, hoje, em sessão extraordinária, o PL-11/2019, do Executivo, que autoriza convênio entre município e Estado, para renovar contrato com a Embasa.

O convênio é o primeiro passo do processo, ao permitir a “gestão associada para delegação da regulação, fiscalização e prestação dos serviços públicos de abastecimento de água e de esgotamento sanitário”.

O prefeito recebeu o pacote de adesão pronto do governo estadual, inclusive a minuta do convênio, elaborada pela Secretaria de Infraestrutura. Em seguida, virá a discussão das cláusulas contratuais com a Embasa.

Na discussão, será obrigatório consulta à comunidade, em audiência pública, que culminará com a fixação dos compromissos bilaterais, a natureza e abrangência dos serviços a serem prestados pela contratada.

O contrato de programa entre município e Embasa dependerá do êxito dessas discussões e da aprovação final, pela Câmara Municipal, devendo englobar  abastecimento de água e saneamento básico.

A nosso ver, a cautela a ser tomada é evitar que tudo não passe de mera formalização, reeditando o ocorrido nos últimos 20 anos, em que a Embasa fez o que quis, como ignorar a obrigação contratual com o saneamento.

Como dissemos em posting anterior, a empresa quer se livrar das novas regras previstas no PL-3261/2019, do Senado, prestes a virar lei, que acaba com o monopólio do setor e institui a fiscalização federal.

A empresa tem notório now how no assunto, mas é muito criticada pela baixa qualidade dos serviços que presta, o que atribuimos à interferência política, que a impede de ter bons executivos na ponta.

Durante o contrato vencido em 2018, Livramento ficou sem os investimentos exigidos por seu exponencial crescimento urbano, deixando o nosso sistema totalmente obsoleto, como já atestou a própria ANA.

O prefeito Ricardinho quer melhorar isso e defende, por exemplo,  a captação da água lá no Açude Luis Vieira, em Rio de Contas, que evitará a atual contaminação por dejetos e o desvio criminoso da água por irrigantes.

Mas o alcaide está refém do Estado, sem poder fazer exigências, pois espera ver cumprida a promessa de água potável para a Vila de Iguatemi. Temo que esteja iludido e sendo enganado pelo governador.

Além disso, tudo que pagamos à Embasa vai direto para o BNDES, sem qualquer proveito local. Ou seja, doravante, se quiser água pura e suficiente, a população terá de levar o assunto mais a séiro!

Clique aqui para estudar as minutas do convênio de cooperação>>

Clique aqui para estudar o proejto de lei do prefeito>>

Ordenação – 17.07.2019

Júlio e Marcos,  sob a luz de Deus!

 

Fotos da colaboradora Márcia Oliveira

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Cerimônia plasticamente bonita, socialmente confortante e espiritualmente tocante, na catedral de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, em noite de paramentos luzentes e assembléia contrita.

Sob o comando do bispo Dom Armando, os jovens Júlio César Sizilio Rocha Meira Cambuy (Livramento)  e Marcos Aguiar Bento (Ibicoara), prostraram-se diante do chamado da Igreja, para se consagrarem soldados de Cristo.

Foram ordenados diáconos, dia 13, última etapa antes de se tornarem padres. Inquiridos pelo bispo sobre o quanto se dispunham à sublime missão, responderam que a ela estavam dedicando suas vidas.

Começaram a se aproximar da Casa de Deus, como coroinhas, já atraídos pela luminosidade do Cristo, e se oficializaram nos estudos, em 2011, no Seminário Propedêutico São José, em Caetité (BA).

Seguiu-se a etapa filosófica, no Seminário Arquidiocesano Nossa Senhora das Vitórias (2012), em Vitória da Conquista (BA); formando-se em Filosofia (2014), pelo Centro Universitário Claretiano de Batatais-SP.

Passaram-se aos estudos teológicos (2015), em Belo Horizoante (MG), graduando-se em Teologia (2018), pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerias, fechando com o estágio pastoral, na Bahia (2019).

E prometem “agir com misericórdia e cuidar com zelo e caridade dos serviços a nós confiados” e colaborar com nosso bispo, que nos acolheu e ordenou como diáconos a serviço da Palavra, da caridade e da liturgia”.

Após a concelebração, houve uma alegre confraternização, ao som de Los Morenos, no Centro Diocesano, da qual participaram religiosos, amigos, familiares e vários outros convidados.

Clique aqui para ver mais fotos>>

 

Posse – 15.07.2019

Loja Maçônica tem nova diretoria

Fotos: Portal Livramento

 

O presidente Guto Tanajura (C), ladeado pelos vices Nilo Dourado (E) e Noilton Macedo (D)

Raimundo Marinho
Jornalista

O advogado Guto Rodrigues Tanajura é o novo presidente da Loja Maçônica Deus, União e Trabalho Livramentense, nº 93, sediada em Livramento de Nossa Senhora, Bahia, sob jurisdição da Grande Loja Maçônica do Estado da Bahia. Ele substitui a Ivan Teixeira Pires, que concluiu o mandato.

A posse da nova diretoria, biênio 2019-2021, dia 13, foi presidida por Roque Tadeu Miranda Cambui, da Grande Loja da Bahia. Como 1º vice-presidente e  2º vice-presidente, respectivamente, foram empossados Nilo Araújo Dourado e o Noilton Leite Macedo.

Guto Tanajura disse que pretende marcar sua gestão com as comemorações dos 40 anos da Loja, fundada em 1981. Consta da agenda a conclusão da obra de construção do salão nobre, que completará o Palácio Maçônico, disse.

Acrescentou que, além disso, vai continuar a prática da ações filantrópicas, sobretudo as voltadas para os mais necessitados, apoio às entidades sociais parceiras, e continuidade do trabaflho de orientação aos jovens demolays e as filhas de Jó.

 

Saneamento – 12.07.2019

Embasa luta por contratos,
e tarifas vão para o BNDES

Prefeito Ricardinho Ribeiro preferiu não adiantar posição, mas não descarta sair da Embasa

 

Raimundo Marinho
Jornalista

A Embasa resolveu lutar pelos contratos mantidos com 366 municípios, talvez receosa de perdê-los com as novas regras previstas do PL nº 3261/2019, do senador Tasso  Jereissati, já aprovado no Senado.

Foi enviado à Câmara e pode virar lei a qalquer momento, prevendo o fim dos “contratos de programas”, como os  da Embasa, e exigindo concorrência na contratação de serviços de saneamento.

Prepostos da Embasa estão indo explicar aos municípios sobre a renovação dos contratos vencidos. Em Livramento de Nossa Senhora, a reunião foi no último dia 6, na Câmara de Vereadores.

O contrato com o município durou 20 anos e venceu em 2018, mas a empresa continua operando, sem qualquer amparo legal. Enquanto isso, as queixas contra seus serviços aumentam a cada dia.

No encontro, foi mostrado que a prestação de serviço poderá continuar através de um convênio, antes da vigência do PL, entre o município e o Estado da Bahia, permitindo a concessão com a empresa.

O que o usuário paga à Embasa vai para o BNDES

A atualização legislativa prevê concorrência, competividade, eficiência e sustentabilidade econômica. A Agência Nacional de Água será a reguladora e fiscalizadora da prestação dos serviços.

A Embasa busca firmar contratos de longo prazo, pelas velhas regras, e pode ser obrigada à privativação, ao contrário do que vinha sendo insistentemente negado pelo governador Rui Costa.

Na reunião, o prefeito Ricardinho Ribeiro não confirmou a continuidade da Embasa nos serviços, preferindo esperar a evolução do processo, para definição de compromissos e benefícios bilateriais.
 
Ele não descartou a possibilidade de contratar outra prestadora, o que pode levá-lo a esperar a transformação do PL em lei, que traz mais garantias de atendimento às necessidades da população.

O projeto de lei estabelece o compartilhamento de riscos e de receitas, entre município e prestadora. Por 20 anos, a Embasa ignorou o saneamento local, pouco investiu e não prestou conta da arrecadação.

O que arrecada no município, atualmente, creio que em outros também, vai direto para o BNDES, certamente em consignação por empréstimo não investido no município. Deve ser para a “caixa preta” do banco.

Vereadores ouviram atentamente explicações sobre a renovação do contrato com a Embasa

 

Pretensioso - 12.07.2019

Receptador ou jornalista?

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Meu colega e amigo Samuel Celestino, respeitado jornalista baiano, atualmente licenciado, costumava repetir um dizer, segundo o qual, “quanto mais o enforcado esperneia, mas o nó aperta”.

Parece ser o caso do intrometido norte-americano Glenn Greenwald, brasileiramente apelidado de Verdevaldo, que se diz advogado e jornalista, mas agride as duas belas áreas.

Greenwald e Lula (foto copiada da Web)

Usa informações hackeadas, o mesmo que roubadas (crime do art. 154-A, do CP), para afrontar o Brasil e seu sistema judicial. Não tem moral para isso, pois sequer domina o nosso idioma.

O gringo assemelha-se a um receptador (art. 180, CP) e se imiscuiu em assuntos do nosso país. Se um brasileiro fizesse o mesmo nos EUA, certamente seria deportado ou estaria preso. 

Seus alvos são o dedicado fiscal da lei Deltan Dallagnol e o corajoso juiz Sérgio Moro, hoje ministro, que mandaram ladrões de gravata para a cadeia, na vitoriosa operação lava a jato.

Mas, a cada dia, fica mais claro que o intruso age em conluio com os destronados do poder, pelo que é repudiado pelos brasileiros que efetivamente trabalham e querem um país em paz.

A ação do Verdevaldo insulta os brasileiros, na medida em que utiliza dados obtidos criminosamente e os divulga de forma seletiva e direcionada, sem submetê-los à necessária autenticação.

Além disso, como esclareceu Sérgio Moro, mesmo se fossem autênticos, seriam conversas comuns em processos da espécie e não comprometem a imparcialidade do magistrado.

O norte-americano intruso, sem qualquer credibilidade em seu país, põe-se do lado dos que atuam para desqualificar o julgamento e soltar o ex-presidente Luiz Inácio da Silva.

Porém, não prova que os supostos diálogos entre juiz e promotores configuram crime ou causa de impedimento e suspeição, como previsto no Código de Processo Civil (arts. 134 e 135).

O caso caminha para o esvaziamento, piorando a situação do enforcado, pois a pilantragem de Verdevaldo não poderá ser acolhida no processo, devido à origem ilícita das informações.

 

Reabertura – 09.07.2019

Alegria volta ao Calor Humano

(Clique aqui para ver mais fotos desta matéria, acrescentadas em 10.07.2019, às 19h)

 

 

Raimundo Marinho
Jornalista

O Clube Calor Humano, de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, reabriu suas portas, no último dia 6, após passar por ampla reforma, que corriu graves avarias na estrutura física da sua sede.

As obras tiveram o apoio de doadores individuais e de estabelecimentos comerciais, num gesto de valorização e de carinho para com a entidade, que congrega pessoas idosas da nossa cidade.

A reabertura foi festejada com um autêntico forró, no melhor estilo pé-de-serra, reunindo todas as faixas etárias, comandado pelo grupo musical Tuca e Banda. Houve dança e comida típica farta.

A presidente Zélia Assunção agradeceu a todos “que nos honraram com suas presenças” e citou Márcia Oliveira, que esquentou o final da festa, cantando e dançando ao lado da banda.

O Clube, que tem 26 anos, é destaque na realização de palestras, aulas de ginástica e encontros de confraternização. Por enquanto, a maioria de sócios é de mulheres, dando 7 a 1 nos homens!

 

 

Mass media - 29.06.2019

Somos a favor do Brasil!

(Texto alterado em 30.06.2019, às 18:40h)

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Uma parte do nosso jornalismo, alinhada às forças políticas e econômicas, foi abatida na campanha presidencial de 2018, quando a mídia tradicional perdeu para a vontade majoritária dos eleitores.

O fenômeno ainda está por ser digerido, principalmente por quem não imaginava que um deputado do chamado baixo clero, à margem dos protocolos vigentes, se elegeria presidente tão fácil.

O então candidato Jair Bolsonaro foi totalmente indiferente ao poderio midiático e às forças políticas dominantes, servindo-se apenas das ditas redes sociais, até então pouco levadas a sério.

Esnobou o modelo de comunicação costumeiramente adotado, concentrando suas mensagens nas questões não encampadas pelos mass media e não resolvidas pelos governos.

Falou o que um povo cansado de monopólio e manipulações queria ouvir, como matar bandidos antes de morrer um policial, armar o cidadão de bem e abolir o aparelhamento político do Estado.

Pregou o veto às ideologias, em defesa da escola e das crianças, o resgate da nacionalidade e das cores nacionais. Pela primeira vez, nos últimos tempos, colocou Deus num slogan eleitoral.

No momento, sofre um combate feroz dos que perderam o status quo das mamatas e alguns brasileiros estão embarcando nessa onda de gelo, acolhendo certas insanidades divulgadas.

NOTA -  Suprimimos o último parágrafo deste comentário, bem como o texto "Eu não peço desculpas...", que dissemos ser atribuido ao jornalista Alexandre Garcia. Fomos alertados de que o mesmo é falso (fake news), no qual alguém usou inescrupulosamente o nome do Alexandre, prática condenável, que repudiamos veementemente.

 

Calçamento - 29.06.2019

Enfim, Município é lembrado!

 

Raimundo Marinho
Jornalista

No bairro Rua do Areião, onde São João Batista é padroeiro, em Livramento de Nossa Senhora, Bahia, há dois núcleos habitacionais. O principal é o sítio histórico que tem construções com características do século 19.

O outro é uma localidade conhecida pelo nome de “Município”, em sua maioria com moradias simples, bem mais recentes. Apesar de existir há muitos anos, é carente dos benefícios urbanos, salvo a energia elétrica.

Nunca recebeu a atenção merecida do poder público. Mas, recentemente, teve atendida uma de suas principais reivindicações, que foi o calçamento, através de paralelepípedos, de suas três ruas, bem curtas e traçado singelo.

Desprezada ao longo de anos, por prefeitos e vereadores representantes do bairro, agora teve o “milagre” realizado pelo prefeito Ricardinho Ribeiro, cuja meta é pavimentar todas as vias da cidade.

Agora, só falta a Coelba fazer sua parte, corrigindo a posição de um poste de iluminação pública fincado bem no meio da rua (foto), dificultando a circulação e oferecendo risco de acidente.

Recentemente, o centro histórico da Rua do Areião ganhou um bonita quadra, batizada com o nome do saudoso ex-vereador Amâncio Lima Aguiar, que residiu por muitos anos no bairro.

 

Eleição sindical - 29.06.2019

Nova diretoria assume
APLB, em Livramento 

 

Raimundo Marinho
Jornalista

A Delegacia Serra das Almas da APLB-Sindicato, com sede em Livramento de Nossa Senhora, Bahia, empossou, último dia 19, sua nova diretoria, para o quadriênio 2019-2023. O ato ocorreu logo após a proclamação do resultado da eleição ocorrida nos dias 18 e 19, deste mês.

Segundo a diretora da Delegacia, Eliane de Souza Bomfim Santos, o pleito abrangeu a sede, em Livramento, e os núcleos dos municípios de Rio de Contas e Jussiape. Disse que concorreu chapa única, encabeçada por ela, que teve 77,5% dos votos válidos.

Acrescentou que 465 filiados compareceram para votar, registrando-se 443 votos válidos, quatro nulos e 18 em branco. A chapa foi mesclada com antigos e novos diretores, que prometem intensificar a luta pelos direitos da categoria e busca de novas conquistas.

A APLB-Sindicato, que atua em âmbito estadual, através de diretorias e delegacias regionais, congrega trabalhadores em Educação das redes públicas estadual e municipais do ensino pré-escolar, fundamental e médio do Estado da Bahia. A nova diretoria:

Delegacia: Eliane de Souza Bomfim Santos (diretora), Wanilton Christian Alves Santos (vice-diretor), Eurides Cambuí Aguiar Silva (secretária geral), Orlando Silva Almeida (tesoureiro), Luciene Souza Silva Lima (secretária de políticas sociais intermunicipais), Bento Moreira Dias (secretário de imprensa), Márcia de Lourdes Soares Oliveira (secretária para assuntos jurídicos), Luzia Lima Neves (1ª suplente), Elisângela Assunção Cordeiro (2ª suplente), Marilúcia Soares Lima (3ª suplente).

Núcleo Jussiape:  Dourival Caires Teixeira (coordenador),  Sidnei Silva de Oliveira (vice-coordenador),  Juliano Chaves dos Santos (secretário), Dione Soraia Azevedo Novais Santos (tesoureira), Luzinete Pires Freitas (secretária sindical),  Sônia Ribeiro da Silva (1ª suplente) e Valdinei Souza Carvalho (2º suplente). 

Núcleo Rio de Contas: Vilma Moreira Mafra Gottschall (coordenadora),  Márcio Antônio Dantas Ramos (vice-coordenador), Luciana Fernandes Pinto (secretária), Luzia Mafra de Lima Ramos (tesoureira),  Amanda Kely Silva Oliveira Pierote (secretária sindical), Juliana Moreira Cotrim Maia (1ª suplente) e Stela Maria Santos Freitas (2ª suplente).

 

Fim de festa – 25.06.2019

Forró, feriado e polêmicas!

 

Raimundo Marinho
Jornalista

A programação oficial da parte profana dos festejos juninos em Livramento de Nossa Senhor, Bahia, foi muito animada e variada, com shows de artistas famosos, e também motivo de polêmicas.

Numa, os oposicionistas questionaram os gastos da prefeitura com as festas, estando o município sob “situação de emergência”, decretada pelo governo estadual, devido aos efeitos da seca.

O prefeito não se abalou e tocou o barco, diferente do ano passado, quando teve de cancelar os contratos para os festejos, por recomendação do Ministério Público, também pela “situação de emergência”.

Outra polêmica foi protagonizada pelos comerciantes, irresignados com a decretação de feriado, nos dias 24 e 25 de junho, pelo prefeito Ricardinho Ribeiro. Alegaram que isso traria prejuízos ao setor.

Nesse caso, o prefeito teve boas intenções, mas usou a via legal inválida, pois a competência para decretar feriado civil é da União, conforme o art. 22, inc. I, da Constituição Federal.

O prefeito assinou um ato (Dec. nº 122/2019) sem pé nem cabeça, que apenas “dispõe sobre o feriado municipal dos festejos de São João”, inusitadamente de dois dias, 24 e 25 de junho, e só em 2019.

Além de não ter amparo legal, o decreto é esdrúxulo, ao criar um feriado temporário, de dois dias, com base em “considerandos” contraditórios. A Lei Federal nº 9.093/1995, sobre feriados, diz:

Art. 1º São feriados civis:

I - os declarados em lei federal;

II - a data magna do Estado fixada em lei estadual.

III - os dias do início e do término do ano do centenário de fundação do Município, fixados em lei municipal.

Art. 2º São feriados religiosos os dias de guarda, declarados em lei municipal, de acordo com a tradição local e em número não superior a quatro, neste incluída a Sexta-Feira da Paixão.

Mas o povo não quis saber de polêmicas, nem de questões jurídicas e foi curtir a programação da prefeitura, que se esmerou para fazer a melhor festa junina da região. Nos dias 23 e 24, a Praça João Marques ficou lotada!

 

São João – 25.06.2019

“A mão do Senhor estava com ele”

(Lc 1: 66)

 

Raimundo Marinho
Jornalista

A pauta em louvor a São João Batista, em Livramento de Nossa Senhora, Bahia, encerrou-se, ontem, com missa solene, 17h, celebrada por padre Gonçalo Aranha dos Santos, no sítio histórico Rua do Areião.

Sobre a tradição em homenagem ao santo, o celebrante lembrou ser a recordação do chamado de Deus para a vida e nosso papel na sociedade, como o de João Batista, de anunciar e preparar a vinda de Jesus Cristo.

Na homilia, padre Gonçalo destacou que “não estamos sozinhos, nem à toa pelo mundo”, que Deus não nos jogou, aqui, simplesmente, Ele está conosco. Citou como exemplo a vinda de Jesus, anunciada por João.

Falou que a mudez momentânea de Zacarias, pai de João, relatada no Evangelho, resultou de um vacilo seu na fé, ao não acreditar que ele e sua esposa Isabel, de idades avançadas, ainda poderiam procriar.

“No momento da prova, é preciso que confiemos”, ensinou o padre Gonçalo, além do “agradecimento a Deus pelos nossos pais, eles são instrumentos de Deus por nós, como Zacarias e Isabel foram para João Batista”.

A enaltecer a vida, o padre alertou para o absurdo do aborto, imaginando qual seria a consequência, por exemplo, se Isabel e Maria abortassem seus filhos, por medo e insegurança em relação à missão recebida de Deus.

“Somos todos graça e benção de Deus”, acrescentou. Aos que se desvalorizam, ensinou que “somos belos e valemos muito” e devemos repetir: “eu sou um dom de Deus, Ele me quis e me criou, não posso ser sem valor”.

Defendeu a autoestima e o amor próprio e que cada um deve “amar a si mesmo”, para poder amar o outro e “compartilhar alegria e caridade”, sempre se esforçando para ser “cada dia mais santo”.

Desejou que a festa de São João Batista “nos ajude a assim nos tornarmos” e aproveitou para dizer que “a vida é uma só”, não podendo ser desperdiçada, acreditando que “ninguém vai voltar aqui”.

Nesse sentido, o padre fez uma crítica nada ecumênica ao espiritismo, afirmando que “não condiz com a nossa fé” e que “Não há vidas passadas nem futuras. Daqui para os céus, ou os infernos, para quem os merecer”.

 

Festejos juninos – 23.06.2019

Vivendo a tradição do São João!

Raimundo Marinho
Jornalista

..

O São João em Livramento de Nossa Senhora, Bahia, está animado, com uma bonita decoração, no centro da cidade. A festa chega ao ponto alto hoje e amanhã, no profano e na parte religiosa.

O São João dos fogos, bebidas, forró e comidas típicas nada tem a ver com João Batista, o Santo, precursor de Jesus Cristo.  Muitos são os que comem, bebem e dançam, mas poucos são os que rezam.

Do lado profano, a animação será no Arraiá da Praça João Marques, com os cantores Joelma, Michele Andrade e Luciene Melo, hoje (23); e Eduardo Costa, Maike José e Casaca de Couro, amanhã (24).

Mas se vive a tradição, também, em escolas e residências. A missa em louvor a João Batista será amanhã (24), às 17h, no bairro Rua do Areião, onde vem sendo rezadas novenas desde o último dia 15.

 

Rio de Contas – 23.06.2019

Cultura e fé no Corpus Christi!

 

Raimundo Marinho
Jornalista

A vizinha cidade de Rio de Contas viveu, dia 20, uma das suas mais belas e antigas tradições, a festa de Corpus Christi, que tem participação intensa dos moradores, que decoram o piso das ruas com os já famosos “tapetes”, feitos por estudantes e professores.

As fachadas das residências e prédios públicos também são enfeitadas e iluminadas, tudo com temas dessa tradição religiosa, que enaltece a consagração do Corpo de Cristo como alimento espiritual dos cristãos.

As celebrações em Rio de Contas constaram de missa (manhã) e procissão (tarde), simbolizando a caminhada do povo de Deus à Terra Prometida. Segundo a Bíblia, esse povo nutria-se do maná do deserto; e Cristo instituiu a eucaristia, para alimentar seu povo com o próprio corpo.

A festa de Corpus Christi foi instituída pelo papa Urbano IV, em 1264. É celebrado 60 dias após o Domingo de Páscoa ou na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade, que lembra o dia da instituição do sacramento da eucaristia.

Deputado Marquinho Viana (D) e prefeito Cristiano Azevedo (E) conversam e ficam de costas para o altar

 

Educação – 14.06.2019

Professores terão 30%
de incentivo à formação

Ricardinho (C) deu a notícia diretamente aos diretores da APLB (esq. para dir.): Márcia Oliveira, Orlando Almeida, Eliane Bonfim e o controlador Jânio Lima

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Pelo menos 231 professores municipais de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, receberão 30% de acréscimo salarial, a partir do próximo mês, relativos ao “incentivo à formação”, previsto no Plano de Carreira.

A notícia foi dada ontem, pessoalmente, pelo prefeito Ricardinho Ribeiro, ao entregar a lista dos beneficiados aos diretores da delegacia local da APLB-Sindicato, que fez as reivindicações, na atual gestão.

O prefeito destacou a importância desse incentivo para a melhoria na qualidade da educação, no município, e afirma que compensa o impacto na folha de pessoal, que será da ordem de R$700 mil por ano.

Foram requerimentos feitos desde 2014 e a decisão atual iguala todos os que comprovaram a qualificação. Antes, somente 76 recebiam, em percentuais de 5%, 10% e 15%, ocorrendo, agora, a equiparação.

Segundo o sindicato, Ricardinho Ribeiro ainda homologou a subida de classe de 316 docentes e cumpriu a promessa de agilizar a concessão de licença prêmio, deferindo 20 pedidos por ano, de forma programada.

A diretora do APLB-Sindicato, Eliane Bonfim, disse que essa pauta de reivindicações foi apresentada e cobrada do prefeito, que prometeu atender e cumpriu, no ritmo permitido pelo tesouro municipal.

 

Título de cidadão – 08.06.2019

Aos livramentenses de coração!

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Embora nascidas em outros municípios e ou estados, seis pessoas tornaram-se, cidadãos de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, em reconhecimento à contribuição delas em prol do desenvolvimento do município.

A entrega dos títulos foi ontem à noite, em sessão solene da Câmara Municipal. Entre os homenageados está a empresária e atual vice-prefeita Joanina Batista da Silva Morais Sampaio, natural de Rio de Contas (BA).

Os demais são Dirce Cirqueira, servidora do Poder Judiciário, natural de Espinosa (MG); Graça Maria Bergami, dona da Farmácia Vitória, de Alfredo chaves (ES); Juarez Pereira Barbosa, mecânico de automóveis, de Maracás (BA); Sandra Morini da Silva, médica e mentora da Caase, de Santo André (SP); e José Carlos Cerqueira Lima; ex-policial militar, de Feira de Santana (BA).  

O ato foi dirigido pelo presidente da Câmara, Aparecido Lima, e contou com a presença do prefeito Ricardinho Ribeiro, que saudou e destacou a integração dos homenageados ao município, onde foram acolhidos de braços abertos.

Joanina Morais Sampaio . . . . . Dirce Cirqueira . . . . . . . . . . . . . . Graça Maria Bergami 

Juarez Pereira Barbosa (esq.) . . ..Sandra Morini da Silva. . . . . . .. . José Carlos Cerqueira Lima (dir.)

 

Embasa - 07.06.2019

Vereador pede que MP apure
falhas no tratamento da água

 

Raimundo Marinho
Jornalista

O vereador Josemar Miranda, de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, protocolou requerimento junto à Promotoria de Justiça local, pedindo apuração das reiteradas reclamações sobre a qualidade da água distribuída pela Embasa.

Vereador Josemar Miranda

Destaca que a população da cidade “sofre há décadas com o péssimo serviço prestado pela empresa EMBASA” e que “mesmo com abundantes mananciais, a água não é fornecida com regularidade para os munícipes”.

Cita que “coliformes fecais foram detectados em amostras colhidas em diversos pontos do município, além da entamoeba coli e resíduos de vários tipos de agrotóxicos”. Por fim, citou a omissão na correção do pH da água.

O parlamentar solicitou que a Embasa fosse instada a explicar a razão de distribuir água fora dos padrões legais de potabilidade, e que fossem feitas análises da água por laboratórios independentes, para garantia da população.

Na última sessão da Câmara, em 31 de maio, relembrou outro fato grave, dizendo que a empresa opera clandestinamente, no município, pois a concessão encontra-se vencida e sem renovação, desde maio de 2018.

 

Câmara - 07.06.2019

Será aprovada hoje 1ª prestação
de contas do prefeito Ricardinho

 

Raimundo Marinho
Jornalista

A Comissão de Finanças, Orçamento e Contas, da Câmara de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, derrubou o voto do relator Márcio Alan, pela reprovação, e aprovou a primeira prestação de contas do prefeito Ricardinho Ribeiro, relativa a 2017.

Por maioria de votos, a Comissão acatou o Parecer Prévio do TCM-BA, que havia recomendado a aprovação, embora com ressalvas. A decisão deverá ser reafirmada, na sessão de hoje, pelo plenário do Legislativo Municipal.

Ex-vereador Amâncio Lima Aguiar

HOMENAGEM A AGUIAR - Na sessão de 31 de maio, os vereadores aprovaram por unanimidade, o PL nº 10/2019, do Executivo, dando o nome do saudoso Amâncio Lima Aguiar a uma praça no sítio histórico Rua do Areião.

Nas justificativas, o prefeito Ricardinho Ribeiro anexou resumo biográfico do homenageado, que nasceu naquela comunidade, em 08.04.1938, quando o local ainda se chamava Itabimã. Faleceu em 11.05.2015, aos 76 anos.

Cita que Aguiar era “o amigo de todas as horas”, lembrando que ele militou na política desde os tempos difíceis da ditadura militar, foi vereador por dois mandatos, já na democracia, sempre no então o antigo MDB.

 

Reforma – 07.06.2019

Audiência da OAB convida à
reflexão sobre a Previdência

 

Raimundo Marinho
Jornalista

A 21ª Subseção da OAB-BA (Brumado) promoveu audiência pública, dia 5, sobre as alterações do sistema de previdência social, no Brasil, contidas na Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 06/2019.

Mostrou o panorama geral das mudanças, seus aspectos jurídicos e os impactos que advirão nos direitos dos cidadãos, tendo como base o comparativo entre as regras atuais e as mudanças previstas.

Os palestrantes foram os advogados Eddie Parish (visão geral), Anna Carla Fracalossi (desconstitucionalização), Heloisa Carla Santa da Cunha (reflexo da reforma na vida do homem do campo).

Advogada Maria Emília Tanajura

Maria Emília Lima Tanajura discorreu sobre aposentadoria especial e por tempo de contribuição. Teve ainda o analista do INSS, Valdir Pedro Rodrigues, que falou das alterações trazidas pela MP-871/2019.

Falando conosco, a advogada Maria Emília Tanajura, que é de Livramento de Nossa Senhora, salientou que o debate sedimentou o sentimento de que a Previdência está a exigir muita reflexão da sociedade.

A PEC revela os graves problemas que o setor enfrenta, como “a necessidade de todo cidadão entendê-la e de participar dos debates, sobretudo para poder defender os seus direitos”, disse.

Ela admite que há alguns avanços na proposta, mas destaca aspectos que a descaracterizam, como seu evidente foco econômico, ao invés do social, e a frustração de expectativas dos trabalhadores.

Isso ocorre, ainda segundo a advogada, porque a PEC, ao modificar os critérios de acesso à aposentadoria, piora a situação do trabalhador, em relação à contagem de tempo e ao valor do benefício esperado.

Alerta, ainda, para a tentativa de se carimbar a Previdência como a vilã do orçamento, com um déficit que não existe, além da falta de menção aos grandes devedores e às grandes aposentadorias.

Cita que o trabalhador está sendo sacrificado, em favorecimento do sistema financeiro, provável operador da capitalização embutida na PEC, que foi gestada por Temer e aceita pelo atual governo.

 

Câncer na boca – 03.06.2019

Problema de saúde pública!

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Numa palestra sobre Saúde Bucal, último dia 1º, em Livramento de Nossa Senhora, Bahia, a odontóloga paulista Ana Luiza Avi (*) deu um curso de humanidade e sobre o que é ser profissional da saúde.

“É preciso ter humanização, para entender e ajudar”, disse, referindo-se à relação com o paciente. Ensinou que, uma vez no consultório, a pessoa deve ser olhada como um todo, até como caminha.

Afirmou que o menor indício de anormalidade deve ser examinado e que não se deve pensar só na estética, numa prótese bonita, por exemplo, porque muitas vezes o mais importante é resgatar a dignidade.

...

...Ana Luiza Avi; entender para ajudar

Mostrou dados e imagens chocantes do câncer na cavidade bucal, um problema de saúde pública, no Brasil, onde a estimativa é de 14.700 novos casos, entre 2018 e 2019, dos quais 76% em homens.

Ana Avi cita que as principais causas do câncer na boca são fumo, álcool, radiações, e baixa imunidade. E recomenda, como prevenção, a higiene bucal adequada e visitas periódicas ao dentista.

Alertou que o descuido atrasa o diagnóstico, o que se dá em pelo menos 75% dos casos, reduzindo as possibilidades de cura; e que se deve ficar atento a todo sinal ou incômodo que surja na boca.

A odontóloga exibiu imagens ilustrativas, de grande utilidade para dentistas e agentes de saúde, que orientam a identificação de vários tipos de anomalias, na cavidade bucal, cabeça e pescoço.

Incluíram imagens de deformações, pelo diagnóstico tardio da doença, sobrevindo muitos óbitos, infelizmente. Mas também de casos recuperados ou minimizados pela dedicação dos profissionais.

A palestrante recomendou que as ações preventivas e de combate à doença envolvam toda a população, não só os profissionais da saúde, indo ao encontro das pessoas para se fazer o rastreamento.

A palestra, promovia pela Casa de Apoio dos Amigos da Saúde (CAASE), teve a presença do prefeito Ricardinho Ribeiro e da vice Joanina Sampaio. A Câmara cedeu o espaço, mas nenhum vereador compareceu.

O evento foi coordenado pelo bioquímico Eduardo Tadeu, do Hospital do Câncer de Barreto (SP), agora chamado Hospital de Amor, que estava acompanhado da sua esposa, a médica Sandra Regina.

(*) Ana Luiza Ribeiro de Oliveira Avi - Cirurgiã-dentista, graduada em Odontologia (Fundação Educacional de Barretos, 1996); especializada em Periodontia (Faculdades Unificadas da Fundação Educacional de Barretos); presta serviço ao Hospital de Câncer de Barretos; atua na prevenção de câncer de cabeça e pescoço, e durante e pós tratamento oncológico, em UTI; preceptora de Odontologia da Residência Multiprofissional em Odontologia Oncológica do Hospital de Câncer de Barretos; tutora e preceptora de Odontologia da Residência Multiprofissional em UTI; Mestre em Periodontia e Implantodontia (Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos); habilitação em Odontologia Hospitalar pelo CFO; e coordenadora do curso de Odontologia Hospitalar da Faculdade de Ciências da Saúde de Barretos.

 

Acidez da água – 03.06.2019

Esclarecimento da Embasa

 

Raimundo Marinho
Jornalista

A Embasa nos enviou nota de esclarecimento (clique aqui e leia), na qual confirma a redução do teor de pH da água distribuída pelo seu sistema de abastecimento em Livramento de Nossa Senhora.

Mas ressalva que foi uma alteração pontual e momentânea, ocorrida em maio último, ficando entre 4,5 e 5,0, contra o ideal, que seria entre 6,0 e 9,5; e que já teria feito as correções necessárias.

Disse que o desequilíbrio atingiu a água bruta (in natura) e a tratada, entregue à população, atribuindo as alterações à “elevada presença de matéria orgânica” na água dos mananciais da região.

Mas não citou, por exemplo, que o pH médio da água bruta, em maio, foi em torno de 5,70 e desceu para 4,5, após o tratamento, devido ao sulfato de alumínio que ela usa para tirar a sujeira da água.

Apesar de afirmar que continua usando o “Carbonato de Sódio” (barrilha) para reequilibrar o pH (potencial Hidrogeniônico), no mês de maio ele não foi usado, ao que tudo indica, de forma deliberada.

A nota da Embasa considera que o aumento da acidez da água distribuída, afetando a potabilidade, é algo natural. Mas não é. Foi pela aplicação do sulfato de alumínio e ausência da correção exigida.

A falha não é pontual, como afirma, é recorrente. E pode ir muito além do último mês de maio. Mas a empresa pode tirar essa dúvida divulgando os dados do monitoramento que faz diariamente.

 

Água da Embasa – 29.05.2019

Mil vezes mais ácida que
o recomendado pelo MS

Vista da estação de tratamento da Embasa, em Livramento de Nossa Senhora

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Além dos resíduos de agrotóxicos cancerígenos, a água consumida pela população de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, está fora de um dos parâmetros essenciais de potabilidade, o pH.

O Ministério da Saúde (Portaria nº 2.914/2011) recomenda que o pH, usado para medir o grau de acidez da água, fique entre 6.0 e 9.5, na escala de 0 a 14. Em Livramento, o pH está abaixo de 5.0.

Isso significa que, na medição laboratorial, que é baseada em escala logarítmica, a acidez da água que consumimos está em torno de mil vezes acima do recomendado pela norma reguladora do MS.

A cada número a menos na tabela, a água fica 10 vezes mais ácida. Ou seja, quanto mais baixo o grau do pH, mais ácida é a água. No longo prazo, seu consumo pode causar gastrite, úlcera e câncer no estômago.

A água da nossa cachoeira (in natura) que chega à estação da Embasa tem o pH ideal para o consumo humano, mas é alterada com o tratamento, ao receber o sulfato de alumínio, para retirar a sujeira.

Com isso, o grau do pH é drasticamente reduzido, deixando a acidez bem acima do recomendado pela norma. Para corrigir isso, é necessária adição de carbonato de sódio à água distribuída.

A responsável por esse monitoramento e correção é a Embasa, mas sua gerência local teria cancelado esse cuidado, supostamente para reduzir custos, acredita-se à revelia da direção geral da empresa.

A média do grau do pH da água de Livramento fornecida pela Embasa está em torno de 4,5, o que significa acidez mais forte que da “chuva ácida”, que é verificada quando o teor fica abaixo de 5.6.

As letras pH são usadas em laboratórios químicos e significa potencial hidrogeniônico, que serve para medir o grau de acidez, neutralidade ou alcalinidade da água e outras soluções.

 

Agendamento – 26.05.2019

Última chamada para
a biometria eleitoral

 

Raimundo Marinho
Jornalista

O eleitor baiano passa a ter mais facilidade no recadastramento junto ao cartório eleitoral, pelo sistema biométrico de identificação, mais ágil e seguro, que facilita a vida do cidadão e o trabalho da Justiça.

..

O atendimento agora pode ser agendado, sem as longas filas diante dos cartórios eleitorais. Antes, muita gente dormia nos locais, para garantir a senha, então distribuída de forma limitada.

O TRE criou o agendamento pelo telefone 0800.071.6505 (ligação gratuita) ou via internet (agendamento.tre-ba.jus.br) e aumentou a quantidade de kits para cadastro e dos postos de atendimento.

E para divulgar a facilidade, está fazendo audiências públicas, nos municípios. Dia 24, foi em Livramento de Nossa Senhora, dirigida pelo presidente do órgão, desembargador Jatahy Fonseca Junior.

Segundo ele, só pegará fila quem não fizer o agendamento, o que se espera não aconteça. Agora, com dia e hora marcados, lembrou, o atendimento dura de 20 a 30 minutos, sem precisar dormir em fila.

Desembargador Jatahy Fonseca Júnior

Jatahy Júnior salientou que a medida é em respeito ao cidadão, que foi convocado pelo Estado para fazer a biometria, sistema que registra as digitais da pessoa, pelas quais será identificada na hora de votar.

O presidente do TRE disse que, dos 417 municípios baianos, 281 não completaram o recadastramento. Ele fez um apelo aos gestores, políticos e a qualquer cidadão para ajudar a estimular o agendamento.

A ajuda pode ser com mais pontos de atendimento, facilitação do acesso aos canais de agendamento (telefone e internet) e transporte dos interessados. Quem não fizer a biometria, terá o título de eleitor cancelado.

O prazo vai até 31.10.2019, nas zonas eleitorais com mais de 60% cadastrados, e 18.02.2020, nas demais. O título é necessário para votar e receber benefícios públicos e inscrição em concursos.

Os municípios da 101ª Zona Eleitoral, a nossa, estão com números baixos de cadastramento:  Dom Basílio (26,28%), Jussiape (35,05%), Livramento de Nossa Senhora (43,07%) e Rio de Contas (46,34%).

O encontro em Livramento foi um dos mais concorridos e reuniu juízes eleitorais, entre eles João Lemos Rodrigues, da 101ª Zona, advogados, prefeitos e vereadores, de vários municípios, além de cidadãos comuns.

 

Reparação de danos – 21.05.2019

Embasa condenada a pagar
R$257,8 mil a dono de casa

 

Raimundo Marinho
Jornalista

A Embasa (Empresa Baiana de Água e Saneamento) foi condenada pelo juiz Antônio Carlos do Espírito Santo Filho, dos Feitos Cíveis da Comarca de Livramento de Nossa Senhora, a pagar R$257.863,00 a Walney Antônio Siqueira Santos Alcântara, que teve sua casa inutilizada pelo rompimento de uma tubulação de água, em 2012.

O valor da condenação, datada de 08.05.2019, da qual ainda cabe recurso, inclui demolição e reconstrução do imóvel (R$114.140,00), multa por descumprimento de ordem judicial liminar (R$93.723,00) e danos morais (R$50.000,00).

De acordo com a sentença, a empresa vai arcar, ainda, com correção monetária, juros de mora, custas judiciais e honorários advocatícios. Walney alegou, em juízo, que, desde 2005, sofria com o vazamento da tubulação da Embasa, agravando-se em 2012, o que o levou a ajuizar a ação (Proc. nº 0000177-24.2013.805.0153).

A casa fica na Av. Deputado Leônidas Cardoso, 168, em Livramento de Nossa Senhora, Bahia, e foi desocupada, desde 2012, pelos riscos resultantes da infiltração, que atingiu os alicerces e causou rachaduras nas paredes. Segundo a família, a empresa até assumiu o aluguel de outro imóvel, mas não agilizou as providências para sanar o problema.

 

Rio de Contas – 21.05.2019

Vereadores apoiam plano
de carreira para educação

 

Raimundo Marinho
Jornalista

A Câmara de Vereadores de Rio de Contas, Bahia, recebeu, na sessão de ontem (20), diretores da APLB-Sindicato, para falar sobre o projeto do Plano de Carreira dos trabalhadores na Educação, naquele município.

A convite, por indicação do vereador Vinicius Costa, o diretor regional do sindicato, Gerlando Oliveira, falou da “Tribuna Livre” da Casa, respondendo a perguntas sobre o plano de carreira da categoria e precatórios do Fundef.

Informou que o plano, na forma de projeto de lei, será encaminhado ao Executivo até o próximo dia 5 de junho. Reconheceu que há um grande atraso, pois deveria ter sido votado na Câmara desde 2018.

A primeira minuta ficou pronta em outubro do ano passado e essa demora na finalização, pelo sindicato e prefeitura, está preocupando a maioria oposicionista do Legislativo, ansiosa para aprovar o plano.

Para o vereador Célio Evangelista, na verdade, nada há ainda de concreto, pois a minuta do Executivo, em exame no sindicato, vai retornar ao Executivo, sem nenhuma certeza de que o gestor vai concordar.

O vereador Vinicius Costa sinalizou que a categoria tem seu total apoio e alertou que os servidores estão sendo prejudicados, deixando de usufruir os benefícios e as garantias previstos no projeto.

Outra preocupação dos edis rio-contenses é com o rateio de 60% dos precatórios do Fundef aos professores, lembrando que há gestores municipais que tentam burlar essa regra e desviam os recursos.

Temendo que isso possa acontecer em Rio de Contas, Vinicius Costa alertou a diretoria da APLB-Sindicato, para examinar a possibilidade de medidas cautelares, na Justiça, que impeçam esse desvio.

Desde o início deste ano, a Câmara de Rio de Contas, presidida por Luciano Pierote,  está em novo endereço.  Saiu do anexo ao prédio da Prefeitura (Largo do Rosário), para nova sede, na Praça Coronel Carlos Souto.

 

Encontro de Corais – 20.05.2019

Vozes vibram na alegria
dos cânticos ao Senhor!

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Nove grupos de cantores de igreja participaram, ontem (19), na Catedral local, do I Encontro Diocesano de Corais da Diocese de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, reunindo 190 pessoas, incluindo músicos e regentes. Ao final, houve concelebração eucarística, presidida pelo bispo D. Armado Bucciol.

Apresentaram-se os corais das paróquias de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro (Tanhaçu), Santo Antônio (Paramirim), São João Batista (Dom Basílio), Bom Jesus (Barra da Estiva), São Bernardo (Arapiranga), Nossa Senhora da Saúde (Abaíra),  Senhor Bom Jesus (Piatã), Bom Jesus do Taquari (Livramento) e  Nossa Senhora do Livramento.

Foram cantadas peças atuais e também lembrados e resgatados clássicos do hinário litúrgico, uns de louvor a Deus, como “Glória a Deus nos altos céus” e outros com mensagens de Jesus, como “Mulher, ninguém te condenou?”.

O encontro foi uma inspiração e sugestão do seminarista Júlio Cesar, que está em estágio pastoral, prontamente acatada pelo bispo D. Armando, com o objetivo de “motivar a cultura musical litúrgica na diocese”.

Pretendeu, ainda, segundo Júlio, proporcionar mais conhecimento sobre a essência dos cânticos da igreja, fazendo um resgate da cultura musical religiosa. Assim, vozes de crianças, jovens e idosos se misturaram no louvor musical.

De fato, foi um momento singular, em que o canto de todas as idades encheram a catedral de encantos, numa grande prova de fé. Que no próximo encontro haja a união de todas elas, em único coral, de 190 pessoas.

Clique aqui e veja mais fotos>>

 

Transporte – 15.05.2019

Garoto acidentado em
ônibus não corre riscos

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Apesar da gravidade do acidente e da extensão das lesões na perna, o adolescente acidentado num ônibus escolar, em Livramento de Nossa Senhora, Bahia, não corre riscos e responde bem ao tratamento recebido.

..

A alardeada possibilidade de amputação da perna nunca existiu, segundo o médico que cuida do caso. O acidente ocorreu na zona rural do município, em um veículo do transporte escolar público (Placa DJB-1241).

Segundo relatou o pai do adolescente aos prepostos da Secretaria Municipal da Educação, o estudante foi ferido quando entrava no ônibus e o motorista Ednaldo Rocha fechou a porta, mas com o veículo parado.

Segundo a assessoria da Prefeitura, a empresa prestadora do serviço foi notificada para apurar o caso e tomar as providências exigidas, tendo a mesma assumido as despesas com o tratamento e outros custos da família.

É sabido que o transporte escolar em Livramento é alvo de muitas reclamações e a responsável é a Araújo Alves Empreendimentos, de Jussiape, que recebe R$3.174.650,00 no ano, segundo a última licitação.

Talvez por isso o acidente tenha desencadeado uma avalanche de críticas à gestão municipal e à conduta desse mesmo motorista, incluindo excesso de velocidade e a condução de pessoas não permitidas nos ônibus.

 

Sindicato – 15.05.2019

APLB faz eleição para
diretoria de núcleos

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Será dias 18 e 19 de junho próximo a eleição para escolha dos novos diretores da Delegacia Serra das Almas da APLB-Sindicato, em Livramento, que congrega os profissionais da Educação.

Serão eleitos, também, os dirigentes dos núcleos da entidade em Jussiape e Rio de Contas, conforme edital de convocação publicado no jornal Correio, em 18 de abril de 2019 (clique para ler).

A atual diretora Eliane Bomfim, terceira a dirigir a delegacia, é candidata à reeleição. Ela substitui a Gerlando Oliveira, o sucessor de Jânio Soares Lima, atual controlador do Município.

 

Política – 12.05.2019

Nelson é governador interino

 

...

...Nelson (D), ao lado de Leão: governador interino (Foto: DO/Alba,
...adaptada)

Raimundo Marinho
Jornalista

O deputado Nelson Leal, 49 anos, presidente da Assembleia Legislativa, assumiu hoje (12), o governo interino da Bahia, por seis dias, devido viagem ao exterior do governador e do vice.

O presidente do Legislativo é o segundo na linha de sucessão do chefe do Executivo e foi igualmente substituído na presidência da Assembleia pelo deputado Alex Lima, também interinamente.

O governador interino é filho do Dr. Emerson Leal e D. Lia Leal, de Livramento de Nossa Senhora, Bahia. Nasceu em Salvador, mas se considera livramentense, pois aqui foi criado, ao lado dos pais.

Estudou no hoje Colégio João Vilas Boas e cursou engenharia civil na Universidade Católica do Salvador (1990-1996). Na Assembleia, ocupou lideranças e presidiu várias comissões parlamentares.

Eleito deputado estadual pela primeira vez em 1999, aos 29 anos, está no sexto mandato legislativo. É casado com D. Marlane Almeida Leal e pai das Maria Alice, Maria Clara e Maria Luiza.

Disse que cumprirá essa interinidade com discrição, dando sequência à agenda governamental. Ao site Bahia Notícias, declarou que se sentia honrado com a oportunidade de governar a Bahia.

“É uma experiência nova e estou me sentindo extremamente honrado. Quem diria que um caatingueiro de lá de Livramento chegaria a um posto tão importante na Bahia”, declarou ao portal de Samuel Celestino.

O governador Rui Costa e o vice João Leão cumprem agenda oficial no exterior, em busca de investimentos para o Estado da Bahia, um deles voltado para a modernização da segurança pública.  

 

Administração – 10.05.2019

Jânio retorna à Controladoria!

 

Raimundo Marinho
Jornalista

O ex-controlador-geral da Prefeitura de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, Jânio Soares Lima, não esquentou a cadeira no Departamento de Serviços Públicos. Foi exonerado em 30.04.2019 e renomeado controlador-geral.

Quatro dias após nomear Jânio para o desconhecido departamento, o prefeito Ricardinho Ribeiro desfaz a nomeação e o reconduz ao cargo original, que vinha sendo ocupado por Adailton Ferreira Porto Sobrinho.

Adailton teve de ser dispensado, “a pedido”, abrindo a vaga, e retornando também ao cargo anterior de Assessor Jurídico Civil, Trabalhista e Administrativo (no decreto, está “Administrativa”).

Jânio havia deixado a Controladoria, em 27.04.2018, em meio a questionamentos da Promotoria de Justiça, sobre ações do Executivo Municipal, mas permaneceu assessorando a gestão, de maneira informal.

Novamente, foi alvo de questionamentos, desta vez, dos vereadores da oposição Josemar Miranda, Juscélio Pires e Márcio Alan, querendo saber qual a função, o salário e quem pagava o servidor.

Tentando sanar a questão, o prefeito o nomeou para o citado departamento. Porém, quatro dias depois, o exonera e o renomeia como Controlador-Geral, em inédita trapalhada administrativa.

 

A voz mirim – 10.05.2019

Educar crianças para o trânsito!

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Conforme release enviado aos meios de comunicação, a Polícia Militar, através da 46ª CIPM, lançou o projeto “A voz mirim na Educação para o Trânsito”, idealizado pela subcomandante e capitã Cleise Delfino da Costa.

O tenente Paulo Roberto é o instrutor e o objetivo do projeto é levar noções sobre o tema para alunos do 4º ano do Ensino Fundamental, faixa etária de 8 a 10 anos, de cinco escolas municipais.

Numa primeira etapa, as aulas terão lugar no quartel da 46ª CIPM e, na segunda, serão selecionados alunos para gravarem mensagens a serem divulgadas nas emissoras de rádio da cidade.

Participam do projeto, ao longo deste mês, alunos das escolas Lélis Piedade, dia 9 (começou ontem); Gil Ferreira, dia 13, Felipe Neri Rêgo, dia 16; Dom Pedro II, dia 21; e Rômulo Galvão, dia 22. Será pela manhã e à tarde.

 

Política – 08.05.2019

Os palpites eleitoreiros!

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Começam os palpites sobre as eleições municipais e Livramento de Nossa Senhora, Bahia, também se adianta. Há até pré-candidatos apontados, mas projetos para sanar as mazelas do município, nenhum!

Perguntam-me muito sobre o assunto, o que revela a paixão do livramentense pelo tema. Muitos querem saber minha opinião sobre a gestão do prefeito Ricardinho e se o ex Carlos Batista está inelegível

Percebe-se que a maioria dos que perguntam quer ver o prefeito pelas costas e torce para Carlos Batista se candidatar. Sobre Ricardinho, ele parece ter esquecido que o mandato só dura quatro anos.

Carlos Batista, Ricardinho Ribeiro e Emerson Leal

Falta muito do que prometeu e do que esperávamos. Tende a deixar a cidade tão ou mais desestruturada que antes. Por exemplo, desprezou demandas de infraestrutura, como o saneamento básico.

Mas isso não é suficiente para afastar seu favoritismo eleitoral, caso vá disputar a reeleição, em 2020. Aliás, ele já se esforça para isso. O eleitor não costuma olhar para a gestão e sim para o tostão.

Não define o voto pelo que o gestor faz para o coletivo. Do grande ao pequeno, o voto é definido pelo benefício pessoal recebido.  Se não teve, até muda de lado, fica quatro anos na expectativa.

Sobre a situação de Carlão, a condenação em 1º grau, na Justiça estadual, que o tornara inelegível (2013) foi revertida pelo STJ (2017), em decisão monocrática do ministro Jorge Mussi.

A decretação de indisponibilidade de seus bens, pela Justiça Federal de Guanambi, último dia 6, não o impede, pois a ação principal que apura improbidade administrativa, ainda não foi julgada.

Portanto, se não surgir outro óbice, o ex-prefeito poderá, sim, se candidatar. E já conta com a unção do Dr. Emerson Leal, que já teria admitido, em seu círculo mais próximo, que não será candidato.

Mas, em política, tudo isso deve ser escrito a lápis. Além dos caciques Ricardinho, Carlos e Emerson, restam os pretendentes satélites, como a vice-prefeita Joanina Sampaio, que já se anunciou.

Outro é o ex-prefeito Paulo Azevedo, que teria declarado para a família que se candidatará. Mas, como qualquer periférico, precisa de apoio de um ou mais dos citados caciques, o que parece difícil.

Esse é um primeiro cenário, que não deixa espaço para novidades, nessas eleições. Resumindo, o próximo prefeito tende a ser um dos três citados ou quem, da periferia, eles apoiarem.

 

Vereadores – 08.05.2019

Cidão controla carro da
prefeitura, diz seu colega

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Na última sessão da Câmara Municipal de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, dia 3, vazia de conteúdo e público, Juscélio Pires, da oposição, respondeu a ataques do presidente Aparecido Lima, feitos em 26 de abril.

Juscélio havia denunciado a sujeira do cemitério da Vila Iguatemi e reafirmou: “vou, sim, continuar fazendo picuinha na defesa do povo”, destacando que “esta casa não é minha, não é de ninguém, é do povo”.

Graças à denúncia, o cemitério acabou sendo limpo. Mas o oposicionista foi mais além e acusou Aparecido Lima de controlar o uso do automóvel que fica a serviço do posto de saúde da Vila Iguatemi.

Segundo Juscélio, o motorista só atende os pacientes com autorização da assessoria de Aparecido Lima, que acaba obtendo dividendos eleitorais, pois induz os usuários a pensarem que é um favor dele.

Ao responder, o presidente confirmou o fato, mas com a desculpa de que a enfermeira que seria responsável pelo controle do transporte, no posto de saúde, teria alegado que “jamais pegaria esse encargo”.

O presidente reiterou os ataques, contrariando o Regimento Interno, e disse a Juscélio que “o senhor está fazendo política que prejudica o povo”. Choramingou e disse que “coitado do povo se não tivesse os vereadores”.

Para ele, vereador “é a salvação do sofrimento do povo” e que “da miséria do salário que ele recebe, se for atender tudo que lhe pede, vai faltar salário”. Essa miséria é de R$7.596,68 por mês, trabalhando 1h30 por semana.

 

Nota fria – 02.05.2019

Embasa subestima perigo
dos agrotóxicos na água


Raimundo Marinho
Jornalista

A Embasa, que gerencia o tratamento e distribuição da água em municípios da Bahia, divulgou nota minimizando o perigo do coquetel de agrotóxicos detectado na água consumida pela população.

Considera que não há perigo, ao dizer que “os níveis detectados estão bem abaixo do valor máximo permitido pelo Ministério da Saúde” e que Agência Pública, Repórter Brasil e a Public Eye omitiram isso.

A nota ignora que a reportagem das três entidades é bem clara, a ponto de apontar a abissal diferença entre o que é perigoso na Europa e no Brasil. Aqui, a lei é tida como muito generosa, nesse sentido.

Ante tamanha generosidade legislativa, um entrevistado na reportagem ironizou, dizendo: “ou o brasileiro é muito forte, ou muito tolo”. Diante disso, uns poucos lucram muito, e outros muitos morrem.

A reportagem cita que, no caso do perigoso glifosato, o limite máximo tolerado, na Europa, é de 0,1 micrograma por litro, enquanto no Brasil é de 500 microgramas, ou seja, cinco mil vezes mais.

A Embasa igualmente não explicou a presença de resíduos de produtos como aldrin, clordano e endrin, banidos pela convenção de Estocolmo (2004), ratificada pelo Brasil, no mesmo ano.

Todos eles foram detectados em Livramento, junto com o DDT (diclorodifeniltricloroetano), de herói químico nos anos 1970 a vilão, sendo vetado, no Brasil, pela Lei nº 11.936/2009.

A Embasa também omitiu sobre a elevação do perigo pela associação de vários tipos de pesticidas, formando um coquetel com alto potencial para desencadear anomalias graves.

Em Livramento, a mistura é composta por alaclor, atrazina, clordano, DDT+DDD+DDE, glifosato, lindano e trifularina, que podem causar câncer, defeitos congênitos e distúrbios endócrinos.

Na Europa, só é permitido até 0,5 microgramas em cada litro de água, quando vários tipos são detectados, enquanto no Brasil só existe limite máximo para o produto individualmente considerado.

Ou seja, segundo dados da reportagem, somando todos os agrotóxicos encontrados, a mistura pode chegar a 1.353 microgramas por litro, equivalente a 2.706 vezes o permitido na Europa.

Leia a reportagem original sobre o assunto, em:

https://reporterbrasil.org.br/2019/04/coquetel-com-27-agrotoxicos-foi-achado-na-agua-de-1-em-cada-4-municipios/



Ainda agrotóxicos – 02.05.2019

Notícia do risco em nossa
água repercute na Câmara


Raimundo Marinho
Jornalista

Repercutiu no Legislativo Municipal, sessão de 26.04.2019, a denúncia de que a população de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, está bebendo água com resíduos de pelos menos 14 tipos de agrotóxicos.

Para o vereador João de Ogum, que vem denunciando sistematicamente a contaminação da nossa água por dejetos sanitários, agora são três os contaminadores: esgoto, cloro e agrotóxicos.

E pediu ação de todos (governador, deputados e “nós aqui também”) contra essa grave ameaça à saúde pública. E lembrou que esgotos de Livramento também são lançados, in natura, no Rio Brumado.

O vereador Paulo Lessa, certamente com a experiência de produtor, destacou que a cultura do maracujá é feita em larga escala às margens do Rio Brumado, com o uso abusivo e intensivo de agrotóxicos.

O presidente Aparecido Lima deu testemunho de perigo coletivo semelhante em Itirapina (SP), onde homens que comiam carne de bois castrados com hormônios, passaram a se queixar de impotência sexual.

O dono do matadouro, que fazia a castração química, não observava a quarentena, que seria de pelo menos seis meses, para o abate. A população se revoltou e não comprou mais a carne vendida por ele.

Consta que, assim que soube, Cidão, que comia da carne, retornou imediatamente para Aracatu (BA) e, depois, para Livramento. Perguntamos-lhe se sentiu alguma diferença na virilidade: “não, não, não...”, respondeu.



Extrapolou – 02.05.2019

Presidente sai da linha!


Raimundo Marinho
Jornalista

O presidente da Câmara Municipal de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, Aparecido Lima, o Cidão Aracatu, tem saído da linha, ao defender a gestão municipal, combatendo os colegas de oposição.

Os ataques são orquestrados com o vereador Vitalmir Moura, geralmente contra Juscélio Pires, todos da mesma Vila Iguatemi, considerada um curral eleitoral influenciado por Aparecido Lima.

Cidão enfureceu-se, por exemplo, quando Juscélio, nas duas últimas sessões da Câmara, denunciou como descaso a sujeira e o estado de abandono do mercado e do cemitério da Vila Iguatemi.

Ao desqualificar a denúncia de sujeira do cemitério (fotos), feita pelo colega, o presidente chegou a chamar de picuinha e coisa de “pessoas baixas, sem caráter nenhum”. Juscélio ouviu calado, mas tinha o direito de reagir.

O presidente deve se restringir à direção dos trabalhos e a prestar eventuais esclarecimentos, sob pena de extrapolar das funções, podendo ser interpelado, na forma do art. 39, do Regimento Interno.

Para debater, contestar ou falar nos termos em que falou, incluindo a defesa clara e veemente do chefe do Executivo, precisaria se afastar do cargo de presidente e ir à tribuna, usar as prerrogativas de vereador.



São como nós – 02.05.2019

Mais uma vitória da APA, foi
declarada de utilidade pública


 

..

Raimundo Marinho
Jornalista

A organização não governamental APA (Associação Protetora dos Animais) foi declarada de utilidade pública, pela Câmara de Vereadores de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, sessão de 26.04.2019.

Fundada em 14.05.2015, presta serviços voluntários no socorro a animais abandonados, dando acolhimento, atendimento médico-veterinário, vacinação, alimento e controle de natalidade.

Ao se tornar de utilidade púbica, através de projeto de lei do vereador Josemar Miranda, a APA fica apta a fazer parcerias oficiais e participar de programas públicos de proteção dos animais.

Liderada por Janaina Assunção, uma equipe de voluntários trabalha incansavelmente pelos animais, socorrendo e salvando essas criaturas, fazendo milagres com as ajudas e apoio que recebe.

A dificuldade maior, porém, é convencer as pessoas de que esses seres também são criaturas de Deus, com a mesma sensibilidade e necessidades dos ditos humanos, sentem fome, frio, sede, desamparo e dor.


Falecimento – 02.05.2019

Perda no movimento espírita!


 

..

Raimundo Marinho
Jornalista

O movimento espírita de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, experimentou, esta semana, mais uma perda, com o falecimento, dia 29, da médium Jocelina Maria da Conceição (D. Celina), 82 anos (foto).

Era uma mulher simples, tida como uma grande conselheira, de vida modesta, mas de grande influência no seu meio, sempre disposta a atender quem a procurasse, fosse ou não do meio espírita.

Participou da fundação do Centro Espírita de Livramento, do qual era um dos pilares, ao lado do saudoso Totonho Cotinguiba. Viúva de Carolino Oliveira, deixa sete filhos, oito netos e dois bisnetos.

O grande número de pessoas, de todos os credos, presentes em seu velório e sepultamento, comprovou sua personalidade cativante e como era admirada, indo além do culto que abraçava.



Sinal vermelho! – 23.04.2019

Estamos bebendo água
com 14 agrotóxicos

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Isso pode causar graves anomalias, entre as quais o câncer e a destruição do sistema reprodutivo, agora e no futuro. Ninguém ainda teve interesse de realizar estudos para checar isso.

Reportagem conjunta da Agência Pública, Repórter Brasil e a ONG suíça Public Eye, diz que a população de 1.396 municípios, no Brasil, consome água com pelo menos um entre 27 agrotóxicos.

Dezesseis são tidos como altamente tóxicos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária e 11 são associados a casos de câncer, malformação fetal, disfunção hormonal e reprodutiva.

Os dados são do Ministério da Saúde, colhidos em testes feitos pelas próprias empresas de abastecimento de água, entre 2014 e 2017. Ou seja, trata-se de água que chega às nossas torneiras.

Dos 1.396 municípios, 271 são da Bahia, incluindo Livramento de Nossa Senhora, cuja água tem 14 dos 27 pesticidas. E a Embasa, responsável pelo abastecimento, nunca informou isso à população.

Dos venenos que bebemos, em Livramento, sete podem causar câncer, defeitos congênitos e distúrbios endócrinos. São eles: alaclor, atrazina, clordano, DDT+DDD+DDE, glifosato, lindano e trifularina.

 Os demais são: “2,4 D + 2,4,5 T”, “aldrin”, “endossulfan”, “endrin”, “metolacloro”, “molinato” e “simazina”. Somente três estão acima do índice tolerado pela Anvisa (aldrin, clordano e endrin).

Mas, para a União Europeia, todos são considerados de risco para o consumidor. Não há estudos relacionados às anomalias apontadas, mas o potencial devastador é amplamente reconhecido.

Tudo sinaliza para a urgente necessidade de se fazer, também, pesquisa direta nos alimentos, especialmente frutas e verduras, produzidos por essa pestilência trazida pelo agronegócio.

Há múltiplas fontes de contaminação, por agrotóxicos: alimentos, água, incluindo o lençol freático, solo e o ar. Essa realidade é visivelmente grave em Livramento de Nossa Senhora.

Clique abaixo para ver mais:

Íntegra da reportagem da Agência Pública

As 271 cidades da Bahia que tem água com agrotóxicos

Gráfico sobre Livramento 01

Gráfico sobre Livramento 02

 

Saúde – 22.04.2019

Posto da UBS nos Patos
tem novas instalações

 

Raimundo Marinho
Jornalista

A população da pequena comunidade de Patos, no município de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, passa a ter acesso mais fácil e confortável aos serviços da unidade básica de saúde local.

O atendimento inclui consultas médicas e odontológicas (em dias determinados), enfermagem, vacinação, pré-natal, puericultura, planejamento familiar e coleta de material para laboratório.

As novas instalações, custeadas com recursos do município, foram inauguradas hoje, dia do descobrimento do Brasil, pelo prefeito Ricardinho Ribeiro e a secretária da Saúde, Kyara Aguiar.

Trata-se de uma unidade de apoio à UBS do povoado de Barrinha, pelo que se denomina Posto Satélite dos Patos.

Chamou a atenção, na solenidade inaugurativa, a presença de nove vereadores e três ex-vereadores, distribuindo simpatias eleitoreiras e tomando o lugar dos moradores nas fotos.

 

Cultura – 21.04.2019

Dia Mundial da Dança!

 

..

Raimundo Marinho
Jornalista

O Dia Internacional da Dança, também identificado como Dia Mundial da Dança, transcorrerá no próximo dia 29 deste mês. Foi criado, em 1982, pelo Comitê Internacional da Dança, órgão da Unesco (Organização das Nações Unidas).

A data será celebrada, pelo Atelier Flora Violleta Artes, nas cidades baianas de Livramento de Nossa Senhora, dia 27 (sábado), das 9h às 11h e das 13h às 15h30; e Rio de Contas, dia 28 (domingo), das 9h às 11h30 e das 13h às 15h30.

Nesses dias e horários, o atelier promoverá uma oficina de dança do ventre tribal, com a dançarina Govinda Vallabha. Nas mesmas datas, haverá mostra de dança, no 1º andar da AAL, em Livramento, e no Teatro São Carlos, em Rio de Contas.

Os interessados em se inscrever para a oficina podem ligar para 77 98145-1383 ou ir ao endereço Praça Dom Hélio Paschoal, s/n, 1º andar (Associação dos Amigos de Livramento-AAL, em Livramento de Nossa Senhora).

 

Legislativo – 17.04.2019

Sentada no rabo, Câmara
faz interpelação ao prefeito

 

Jânio Soares Lima, ex-controlador-geral

Raimundo Marinho
Jornalista

Os três vereadores de oposição Márcio Alan, Jucélio Pires e Josemar Miranda, de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, deram um banho nos 10 colegas da situação, ao aprovarem uma interpelação ao prefeito.

Foi na sessão do último dia 12 e eles querem que o chefe do Executivo esclareça a a situação funcional do ex-controlador geral do município, Jânio Soares Lima, mantido na gestão de maneira informal.

Jânio deixou o cargo em abril de 2018, em meio a graves questionamentos do Ministério Público, sobre a gestão municipal. Justificou que iria ocupar função mais light, de forma negociada com o prefeito.

Mas foi tão light que somente faltando 10 dias para completar um ano é que os vereadores resolveram saber que função era essa, num requerimento que não cita ilegalidade nem prejuízos ao erário.

Os argumentos foram:

Márcio Alan: “Fizemos esse requerimento por sermos cobrado por toda população de Livramento, em relação qual é a função do ex-controlador Jânio Soares, que trabalha em tempo integral na prefeitura, não tem uma nomeação, porque foi exonerado do cargo de controlador, mas permanece trabalhando em tempo integral. Também queremos saber a remuneração, por que uma pessoa não trabalha de graça” (sic).

Josemar Miranda: “Como bem disse o nobre colega Alan, (...) a função dele [requerimento] é sanar algumas dúvidas que a população em si tem quanto à função de Jânio, na gestão. Porque, pelo que me consta, ele está programado na escola João Vilas Boas, (...) 40 horas, porém dizendo como professor excedente. Mas mesmo sendo um professor excedente, a obrigação do funcionário é estar na escola (...). E, nessa mesma escola, eu trabalho e, já há quatro anos, eu não vejo a presença do colega Jânio (...). Por isso que nós queremos saber como é (...) esse vínculo de Jânio com a prefeitura, se é uma parceria, quem paga”.

Juscelio Pires: “Nós queremos aí a colaboração de todos em votar nesse requerimento referente o esclarecimento. Nós queremos ter um esclarecimento, referente a Jânio Soares lima. E peço a colaboração e todos os colegas votando favorável esse requerimento”.

O dito requerimento está de acordo com o princípio da transparência, mas tem clara motivação persecutória. Apesar de correto e até obrigatório, por qual razão só foi apresentado um ano depois?

Também é exagero dizer que os vereadores foram “cobrados por toda população”. Isso seria impossível. Igualmente, merece reparo a referência à vida de Jânio na escola. Não é da conta da Câmara.

O voto unânime, além de confrontar os situacionistas com o prefeito, é parte da conveniência corporativa de suas excelências, na base do “eu aprovo a sua e você aprova a minha”, às cegas.

Se Jânio, que consta ser pessoa de ficha limpa, está funcionalmente irregular, a culpa maior é do gestor, que tem o poder de consentir. Então, sua bancada tem de dar e não pedir explicações.

Vereador Paulo Roberto Lessa Pereira

Quando lhes convém, eles atuam como “assessores” do chefe do Executivo. Portanto, ao votarem a favor, aliaram-se à minguada oposição e traíram o prefeito, a quem o requerimento é dirigido.

O documento, apesar dos frágeis fundamentos, faz sentido, mas também atrai uma bomba para o colo de todos eles, caso “toda população” exija explicações sobre a situação funcional do vereador Paulo Lessa.

Ele é agente de tributos e ganha um salário mínimo mensal, sem trabalhar. Já deveria ter sido demitido por abandono de emprego (Lei Municipal nº 844/1991, art. 153, art. 142, inc. III e art. 147, inc. II).

Os dois casos põem os edis em xeque. Num, querem saber por que um servidor trabalha sem função e sem salário. Noutro, eles acobertam o colega que tem função e salário, mas não trabalha.

Clique aqui para conferir a Lei nº 844/1991>>

 

Política – 11.04.2019

Maldição dos vices,
em Livramento!

 

..

..Dupla Joanina e Eduardo: já pensando em 2020

Raimundo Marinho
Jornalista

A vice-prefeita de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, Joanina Sampaio, afirma que “está bem” com o prefeito Ricardinho Ribeiro. Soa como tentar esconder um elefante sob a blusa.

O chefe do Executivo, por sua vez, parece não vê os dentes do mamute à mostra. Quando lhe perguntamos, em agosto de 2018, se estavam rompidos, respondeu: “não, não, tá tudo bem”.

A fala da vice na mesa-redonda sobre políticas públicas, promovida pela Paróquia do Bom Jesus do Taquari, foi como se o proboscídeo sacudisse as enormes orelhas, sendo descoberto.

Só para lembrar, ela disse que “vice não serve pra nada”, que “eu não tenho autonomia”, como se vice devesse ter, e que “o poder público fecha os olhos para os problemas da população”.  

Confessou que usa o salário de vice, que disse ser de R$9.000,00, mas é R$12.600,00, para distribuir “cestas básicas”, com seu carimbo pessoal. Estaria de olho nas eleições de 2020?

Isso parece claro em um panfleto (foto) divulgado nas redes sociais, cuja autoria ela nega e diz desconhecer a fonte, mas nada publicou desautorizando, oficialmente, a divulgação.

Joanina entrou para o que chamo de “maldição dos vices”, em Livramento, iniciada com João Cambuí, vice do prefeito Carlos Batista; e Paulo Azevedo, vice no segundo mandato de Carlão.

Paulo Azevedo, que teve 15 dias de fama numa substituição, elegeu-se prefeito em 2012 e recebeu o troco, vindo do seu vice Gerardo Júnior. Agora, Joanina tromba com Ricardinho.

Sobre as possibilidades eleitorais ano que vem, a própria Joanina tem chances, se achar alguém forte que a carregue, como Emerson Leal. Mas, aparentemente, Carlos Batista será mais leve.

Pois o Dr. Carlos deixou seu grupo, em 2016, para apoiar o Dr. Emerson e tem mais crédito junto ao Periquitão, que não deverá concorrer. Mas a dificuldade maior para todos será Ricardinho.

Ele seria o candidato de maior peso, dentre todos, pois tem a máquina administrativa, além de capital político próprio. Fora dos citados, só algum afilhado deles, ainda não cogitado.

 

Comentário – 11.04.2019

Falta uma pedra
na rua dos pobres!

 

Raimundo Marinho
Jornalista

A comunidade de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, ainda não acordou para a importância do município, na região. Não questiona a falta de planejamento nem a má gestão dos recursos públicos.

A "cesta"  numa rampa de acessibilidade (foi removida)

As vibrações apaixonadas dos “campeonatos eleitorais” viram conversas inúteis em botecos e grupos de WhatsApp, enquanto pioram os serviços básicos de água, esgoto e urbanização.

Demora-se muito para se calçar ruas, em nossa cidade, como na populosa Estocada. “É mais fácil pavimentar uma rua inteira para agradar os ricos, do que colocar uma pedra onde vive os pobres”.

Essa frase lapidar do vereador João de Ogum é um resumo. O trânsito na sede está um caos! Calçadas são tomadas por todo tipo de obstáculos: piquetes, mesas e cadeiras de bares e restaurantes.

Agora, também as recentes cestas coletoras de lixo, oportunas, mas incorretamente colocadas, atendendo mais aos anúncios que veiculam, sem se saber quem são os responsáveis.

Educação ruim e saúde pior! Somos sede regional da Polícia Militar, temos bons prédios escolares, hospital, terminal rodoviário, UPA, mas tudo sem funcionar como deveria.

Nossa Câmara Municipal é outro horror, funciona ao sabor dos vereadores! Somos um decantado polo de fruticultura, mas a maioria das frutas comercializadas em nossa feira semanal vem de fora.

Aliás, a feira virou cidadela de ninguém, com pouco espaço de circulação e lonas irregulares que obrigam as pessoas a andarem curvadas. Ainda bem que, entre nós, as pessoas não usam chifres!

 

Educação – 11.04.2019

MP recomenda anular
nucleação em 11 escolas

 

Raimundo Marinho
Jornalista

A Prefeitura de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, ainda não se manifestou sobre o inquérito da Promotoria de Justiça que apontou irregularidades na “nucleação” de 11 escolas. São elas:

Augusto Silvério Alcântara, Cláudio Manoel da Costa, Eliseu Freire, Dirce de Castro, Nelson José Leal, João Paulo I, Santa Rita de Cassia, Joaquim Correia, Tiradentes, Vicente Batista de Souza e Joana Angélica.

Segundo o MP, o processo foi unilateral, pela Secretaria Municipal de Educação, sem ato normativo justificando a medida e faltou o debate com a comunidade, como manda a legislação.

As citadas escolas atendiam a pelo menos 200 alunos do ensino fundamental e 68 crianças do ensino infantil, de até 5 anos, todos transferidos para unidades a pelo menos 17km de distância.

Essas crianças são transportadas junto com adolescentes, sem monitoramento adequado e por tempo excessivo, levando-as à exaustão e desestimulando-as a frequentarem a escola.

Diante do constatado, o promotor Ruano Fernando da Silva Leite recomendou ao prefeito e ao secretário da Educação que reativem essas 11 escolas nucleadas, no prazo de 10 dias.

Recomenda, ainda, que, em 30 dias, retornem os alunos da educação infantil e anos iniciais do ensino fundamental para as unidades de origem, salvo se os pais preferirem mantê-los onde estão.

Ao Conselho Municipal de Educação, o MP recomendou que regule o transporte escolar e exija justificativas para as nucleações, respeitando sempre os direitos e segurança dos estudantes.

Clique aqui para ler a íntegra das recomendações do MP>>

 

Câmara – 05.04.2019

Sessão cancelada sem aviso!

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Pelo menos três pessoas foram assistir à sessão prevista para hoje na Câmara de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, e o prédio estava fechado, sem ninguém no local para dar informações.

Em contato com os vereadores Josemar Miranda e Márcio Alan, eles disseram que foram informados, de última hora, do cancelamento da reunião, mas não lhes foram explicados os motivos.

Soube-se, mais tarde, que o motivo fora a ausência de sete vereadores. O presidente Aparecido Lima e outro foram a uma reunião, em Caetité, e os demais estariam  em um curso de capacitação.

Os motivos são nobres, mas deveria ter havido mais respeito com a função e a população, divulgando com antecedência os eventos e, principalmente, antecipando o dia da sessão.

Em Caetité, vereadores, gestores e outros políticas discutiram a formação de um consórcio, com os 42 municípios da região, para criação de um hospital regional, especializado em câncer.

Um documento será entregue às autoridades da saúde, defendendo a viabilização do projeto, que é  uma promessa de campanha do governador Rui Costa, desde seu primeiro mandato.

“Vou levar o atendimento em diversas especialidades médicas para perto da casa das pessoas”, disse o governador à época. Isso acabará com o sofrimento da busca de tratamento fora do estado.

 

Novidade – 05.04.2019

Cestas de lixo nas ruas!

 

Raimundo Marinho
Jornalista

As ruas do centro da cidade de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, estão sendo “enfeitadas” com cestinhas presas a dois suportes de material galvanizado, tendo na parte superior espaços para divulgação publicitária.

É uma ideia pioneira em nossa cidade e de muito bom gosto, necessária nas áreas urbanas. Esperamos que a população colabore, preservando o equipamento e recolhendo o lixo adequado nos recipientes. É um avanço civilizatório!

Foi divulgado pela prefeitura que a responsável pela instalação das “cestas” é uma empresa privada, que vende o espaço publicitário disponível no equipamento, mas se desconhece licitação e ou contrato para tal fim.

Um outro registro é que, em muitos locais, foram colocadas obstruindo parcialmente os passeios, sem necessidade. Talvez tenha faltado orientação dos técnicos municipais que fiscalizam as vias urbanas.

 

Negócios à parte – 04.04.2019

Nossa Câmara,
nossos vereadores!

 

Vereador Josemar Miranda: "pelas indiretas aí, boa parte foi pra mim"

 

Raimundo Marinho
Jornalista

O “professor Dela”, figura da terra, marxista-leninista confesso, disse, certa vez, na sua frieza matemática, que a egrégia Câmara de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, era um “balcão de negócios”.

Vereador Joaquim da Silva: "Satisfeito"

Não foi levado a sério. Os “negócios” talvez não o sejam no estrito significado do termo, mas, certamente, lá se negocia, a qualquer preço, a sobrevivência política dos parlamentares que a integram.

O sofrido povo é usado, evangelicamente, como “guarda-chuva” dos ditos “negócios”. O vale tudo inclui, por exemplo, ser eleito com a propaganda de um lado político e já na posse pular para o outro lado.

São exemplos Paulo Roberto Lessa Pereira (PP) e Joaquim da Silva (PSL), eleitos contra Ricardinho Ribeiro, para quem, no entanto, começaram a brilhar os olhos  desde o primeiro dia de mandato.

Por trás da traição, estariam os “negócios” vislumbrados por nosso gênio marxista. Recorte do vídeo da última sessão, dia 29, que viralizou nos grupos de WhatsApp, mostra indício dessa realidade.

Nele, Josemar Miranda (PC do B), substituto do saudoso Ilídio Castro (REDE), reponde educadamente a Joaquim da Silva, vulgo Kinka, segundo mandato, que lhe havia mandado indiretas, na reunião.

Nos dois mandatos, Joaquim mudou de lado, após a posse. Acusa colegas da oposição que criticam o prefeito de usar a tribuna como “palanque político”, entre eles, Josemar Miranda, que pede um aparte e dispara:

“Gostaria de dizer ao nobre colega que, pelas indiretas aí, boa parte foi pra mim. Pena que que vocês não viram esse grande administrador, durante o processo político. Ninguém tá fazendo política, aqui, antecipando processo político (...). Muito pelo contrário, estamos apontando o que estamos vendo que está errado”.

“Se isso é fazer política contrária, então nós estamos fazendo política contrário, sim. Qual o problema de a agente fazer política contrária. Aqui é lugar do contraditório, também. Essa casa é do povo. É lugar da discussão, do contraditório. Ninguém é obrigado a ter um pensamento linear e único”.

“Cada um pensa da sua forma. Essa é a forma que eu penso. Alan tem sua forma de pensar, João tem a forma dele, e cada um se posiciona do jeito que achar melhor, e for melhor para a sociedade. Pena que vocês não reconheceram esse administrador que vocês tanto elogiam durante o processo político”. (Referia-se ao prefeito).

Joaquim da Silva respondeu, atacando:

“Nobre colega, eu quero dizer a Vossa Excelência, se a carapuça serviu, mas quero dizer ao senhor, eu vou falar por mim, se eu faço uma pesquisa para ver quem foi o traidor do eleitorado, se foi eu que vim para trabalhar pelo povo ou o senhor que foi eleito pela situação e foi gravar áudio ai falando besteira”.

“Como o gestor não é besta ele, invés do senhor pular do barco ele lhe expulsou do barco, ele jogou o senhor pra fora do barco dele. Antes do barco afundar, ele lhe expulsou. Satisfeito?”.

Kinka não se considera traidor do eleitor, mesmo sendo eleito pelo eleitorado de um grupo político e pulado para o outro. E critica o colega Josemar por fazer cobranças, como é seu dever, ao prefeito que ajudou a eleger.

Joaquim admite o alinhamento total, o “barco”, de 10 vereadores ao Executivo. Falou que Josemar não quis pular antes que o “barco” afundasse e Ricardinho o expulsou. Será quis dizer que a Administração vai fundear?

Assista ao vídeo da sessão em: https://youtu.be/uOu7PO_Lfm4

 

“Mesa redonda” – 03.04.2019

Igreja quer fraternidade
nos programas do Estado

 

Raimundo Marinho
Jornalista

A Paróquia do Bom Jesus do Taquari, em Livramento de Nossa Senhora, Bahia, promoveu, dia 1º, uma reflexão sobre as denominadas “políticas públicas”, tema da Campanha da Fraternidade-2019.

O padre Josemar Novaes, que coordenou a “mesa redonda”, destacou que o objetivo foi despertar o interesse dos paroquianos pela discussão e acompanhamento dos programas governamentais.

Fez um resumo dos tipos de “políticas públicas”, cujo debate diz ser parte da doutrina social da Igreja, na luta por mais assistência aos carentes e alerta aos cristãos para que se vejam como irmãos.

Lembrou que “políticas públicas” são medidas das administrações estatais que garantem os direitos do cidadão previstos na Constituição Federal e leis ordinárias, para o bem da população.

Entre os convidados estavam a vice-prefeita Joanina Sampaio; o comandante da 46ª CIPM, Vandilson Araújo; e o vereador Joao Batista Pereira, que mostraram suas experiências e visões do tema.

Houve o reconhecimento, pela vice-prefeita, de que “o poder público fecha os olhos” para as demandas básicas da população, gerando a necessidade de ações paralelas de ajuda humanitária.

Referindo-se ao descaso governamental, o vereador João Batista afirmou que “é mais fácil pavimentar uma rua inteira para agradar os ricos, do que colocar uma pedra onde vive os pobres”.

 

Sem função – 03.04.2019

“Vice não serve pra nada”, diz  
vice-prefeita de Livramento

 

Joanina Sampaio, vice-prefeita de Livramento

Raimundo Marinho
Jornalista

Ao falar na “mesa redonda” sobre Fraternidade e Políticas Públicas,  a vice-prefeita de Livramento, Joanina Sampaio, afirmou que essa função de vice deveria acabar, pois “não serve pra nada”.

Aliás, disse que só serve para substituir o prefeito, se este morrer. Parece ignorar que prefeito quase nunca morre e “vice” é mesmo um mero substituto eventual, em qualquer lugar do mundo.

Joanina admitiu que não faz nada dentro da administração, “não tenho autonomia”, não  recebe qualquer apoio oficial e que “o poder público fecha os olhos” para os problemas da população.

Indagada por que, então, não renunciava ao carago, onde é paga para não fazer nada, como admitiu, a vice-prefeita embaraçou-se e disse que já pensou nisso e não descarta essa possibilidade.

Jurou que “não é pelo salário”, de R$12.600,00, brutos, mas confessou que usa esse dinheiro para fazer assistencialismo, incluindo distribuição de “cestas básicas”, que antes custeava com sua poupança.

Contraditoriamente, afirmou que o cargo a ajuda a conseguir benefícios para Livramento, de forma não oficial, como a Feira da Saúde, realizada em janeiro, que garante ser “obra” sua.

Falou da dificuldade para levar pacientes de câncer para Barretos, sem ajuda da prefeitura. Indiretamente, detonou a gestão municipal, mas não citou o nome do prefeito Ricardinho Ribeiro.

 

Legislativo – 30.03.2019

Faltam união e felicidade
entre nossos vereadores

 

Raimundo Marinho
Jornalista

A sessão de ontem (29) da Câmara Municipal de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, teve uma agenda vazia, abrindo espaço para os vereadores trocarem farpas entre si e até falarem da própria desunião admitida entre eles.

“O vereador é o maior infeliz no meio da população”, “não vejo vereador defendendo um ao outro nas redes sociais”, “precisa haver mais união nesta casa”, disse o presidente do Legislativo, Aparecido Lima da Silva.

Na pauta, só a leitura do PL-06/2019, do vereador Josemar Miranda, dando utilidade pública à Associação Protetora dos Animais (APA) e do pedido de informação funcional sobre o ex-controlador Jânio Soares Lima.

O vereador oposicionista Márcio Alan denunciou a falta de placa informativa nas obras que a prefeitura diz está realizando com recursos próprios. Para o parlamentar, isso viola o princípio constitucional da publicidade.

Lembra que as placas, nos locais das obras, devem informar nome do projeto, valor orçado, prazo de entrega e fonte dos recursos. Indaga se as exigências legais são obedecidas, como licitação ou dispensa e quem é o responsável técnico.

Vereadores da situação reagiram, criticando os questionamentos, mas não souberam  explicar por que a obrigação legal de colocação das placas não é cumprida, apesar de ser algo muito simples e corriqueiro.

 

Câmara – 30.03.2019

Presidente critica empresa
que faz o transporte escolar

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Ao final da última sessão da Câmara de Livramento, dia 29, o presidente Aparecido Lima, criticou o atual sistema de licitação, em que empresas de fora vencem e levam recursos locais para outras regiões.

O sistema é aberto a concorrentes de qualquer estado e se um destes ganha, além de geralmente negligenciar a execução da obra ou serviço, migram o dinheiro que recebem para onde têm suas sedes.

O vereador tem certa razão, pois a lei não protege contra essa evasão de recursos, que poderiam gerar renda e empregos no município, caso fosse possível restringir as licitações a concorrentes locais.

Mas sua indignação maior foi contra a empresa do transporte escolar, dizendo que “ela não presta o serviço que deveria prestar” e “até o momento, nenhum motorista sabe quanto vai ganhar, a empresa não diz”.

Lima disse que “nós temos um funcionário do nosso município que é emprestado para a APLB e hoje ele presta serviço para a empresa”, o qual “está atento 24 horas com a chegada dos seus motoristas (...),  para colocar falta (...)”.

Diz que conversa com motoristas, que não sabem quanto vão ganhar. Dois deles foram lhe entregar as linhas e “eu disse pra mim não, vocês têm de entregar para Gerlando, que é o responsável, ou para a empresa”.  

Ele não citou, mas a empresa contratada (Pregão nº 019/2019) é Araújo Alves Empreendimentos (CNPJ-10.895.208/0001-70), de Jussiape-Ba, que receberá R$3.174.650,00, por 63 das 79 linhas licitadas.

As 16 linhas restantes ficaram para motoristas particulares locais, no valor de apenas R$307.500,00, totalizando R$3.482.150,00 de custo total com transporte escolar, no município, em 2019.

 

Fraternidade – 27.03.2019

Reflexão sobre políticas públicas

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Na Campanha da Fraternidade de 2019, desenvolvida na Quaresma (6 de março a 21 de abril), a Igreja Católica estimula reflexões sobre as ações de governo, chamadas “políticas públicas”.

A escolha foi inspirada em Isaias 1, 27 (Sião será redimida com justiça, com retidão os que se arrependerem), simplificado para “Serás Libertado pelo direito e pela justiça”, no texto base da Campanha.  

O tema é “Fraternidade e Políticas Públicas” e o lema “Serás libertado pelo direito e pela justiça”. O objetivo é estimular a participação dos cristãos nas iniciativas governamentais, como previsto nas leis.

O texto da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) detalha o que são políticas públicas, a necessidade de se refletir sobre elas e como as mesmas atingem a vida cotidiana das pessoas.

Lembra que a participação do cidadão na sua elaboração e implementação é garantida pela Constituição Brasileira de 1988, através de conselhos deliberativos municipais, estaduais e federais.

E que o estímulo a essa participação é promovido “à luz da Palavra de Deus e da Doutrina Social da Igreja, para fortalecer a cidadania e o bem comum, sinais da fraternidade”. Saiba mais, em:

https://www.edicoescnbb.com.br/campanha-da-fraternidade-2019http://www.cnbb.org.br/cf-2019-o-que-sao-politicas-publicas/

 

Ofensas, não – 24.03.2019

Pela liberdade de imprensa!

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Valendo-se do malfadado WhatsApp, o servidor municipal José Raimundo Meira Aguiar, apelidado de Aguiarzinho, disparou bravatas gratuitas, dia 20, contra o apresentador Emanuel Fernandes, da Rádio 88 FM.

Em áudio, desqualificou o profissional ao mais baixo nível moral e o recomendou, sob ameaças, que voltasse para a cidade de Brumado, acusando-o de ter fugido daquela cidade, sem comprovar a afirmação.

O motivo das bravatas foi comentários e críticas do radialista contra a administração municipal, a partir de denúncias e queixas dos ouvintes. Nada tinham a ver com o servidor, mas ele saiu em defesa do prefeito.

O radialista, temendo pela sua integridade física e moral, foi à Polícia, que abriu inquérito para apurar infração caracterizada pelos crimes de ameaça, calúnia e difamação, tipificados no Código Penal.

Um advogado da prefeitura teria sido disponibilizado para assistir Aguiarzinho e foi marcada oitiva dos envolvidos, nesta segunda-feira, 25, na qual, a expectativa é de que o acusador se retrate.

No tal áudio, é possível perceber claramente a ameaça e as ofensas morais, incabíveis em nosso ambiente, pelo que as repudiamos e nos solidarizamos com o radialista e a 88 FM, em nome do respeito humano e da liberdade de imprensa.

Mas é necessário saber como se posiciona o prefeito, principalmente se tiver destacado advogado público para esse caso privado, o que poderia ser interpretado como apoio aos crimes apontados.

Clique aqui e ouça o áudio em comento

 

Requerimento – 24.03.2019

Câmara quer informação
sobre atuação da Embasa

 

..

Raimundo Marinho
Jornalista 

A Câmara Municipal de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, aprovou, dia 22, por unanimidade, pedido de informações ao prefeito Ricardinho Ribeiro sobre o contrato com a Embasa.

Trata-se de requerimento do vereador João Batista Pereira dos Santos, envolvendo vencimento do contrato, prazo de prorrogação e planos de ação da empresa para melhorar os serviços.

Indaga quando deixará de lançar o esgoto da cidade de Rio de Contas no Rio Brumado, que abastece Livramento, pede audiências públicas para discutir as questões envolvendo a empresa.

E cobra providências do município para fazer cumprir as obrigações contratuais por parte da concessionária. Algumas coisas os vereadores já deveriam saber, como o vencimento do contrato, em 20.05.2018.

Já foi amplamente divulgado, assim como a necessidade de autorização legislativa para sua renovação. Os edis parecem ignorar que a empresa está operando de forma irregular, sem autorização.

Sobre o esgoto da cidade vizinha lançado no rio, há um Termo de Ajustamento de Conduta não cumprido pela Embasa e que precisa ser executado com urgência, mas não foi mencionado no requerimento.

Veja mais em:

http://www.mandacarudaserra.com.br/arquivo/2018/junho.html

 

“A cobra fumando” – 24.03.2019 

Alagoanos na 2ª Guerra
em livro de livramentense

 

..

..Prof. Sérgio Lima Conceição, livramentense radicado em Maceió (AL)

Raimundo Marinho
Jornalista

O Estado de Alagoas completou 200 anos em 2017 e a efeméride mereceu profícua produção cultural, inspirando mais de 400 teses e dissertações acadêmicas, 12 das quais reunidas numa coletânea de livros.

Um deles é Em guerra que cobra fuma, alagoano é convocado, cujo autor é Sérgio Lima Conceição, nascido em Livramento de Nossa Senhora, Bahia, que mora em Maceió desde os 23 anos.

Monumento ao ex-pracinha, em Alagoas (Foto: Sérgio Lima Conceição)

Trata-se da adaptação de sua dissertação de mestrado em História (2015), pela Universidade Federal de Alagoas, a qual mostra a participação de alagoanos na Segunda Guerra Mundial.

A obra, editada em 2018, tem os selos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal) e da Imprensa Oficial Graciliano Ramos, como parte da Coleção Alagoas Bicentenário.

O trabalho é fruto de pesquisa exaustiva, coroada de entrevistas com ex-pracinhas alagoanos, em que resgata informações sobre as experiências desses brasileiros, que falam do triste cenário do conflito.

..

A inspiração do título vem do poema A cobra fumando, extraído de ALBUQUERQUE, Macário L. de. Coletânea Poética. Maceió: Print Shop, 2003, p. 18, cuja estrofe inicial diz:

“Eu vi a terra tremer,/ Eu vi o mundo se acabando/ Eu vi a morte de perto,/ Eu vi a cobra fumando”.

E fecha dizendo “Eu vi cabeça sem corpo/ Também vi corpo sem braço./ Por todo lado se viam/ Os companheiros aos pedaços”. 

“Naqueles campos sinistros/ Aconteceu muita desgraça. Mas, ficou gravado para sempre/ A epopeia de uma raça”.

Sérgio Lima, 40 anos, pai de Alicia, foi para Salvador aos 21, mas se mudou para Maceió, onde mora até hoje. É pós-graduado em História, bacharel em direito e professor da rede pública de Maceió.  

 

São José – 20.03.2019

Modelo de aceitação da
missão divina, na família

 

Raimundo Marinho
Jornalista

..

A comunidade católica festejou, ontem (19), o Dia de São José, personagem central da Sagrada Família, que formou com Maria de Nazaré, de quem nasceu Jesus, o espírito de Deus encarnado na Terra.

Em Livramento de Nossa Senhora, Bahia, a principal homenagem foi uma celebração campal, presidida pelo bispo Dom Armando Bucciol, em frente à igreja do santo, no bairro que tem seu nome.

Na homilia, Dom Armando comparou as narrativas bíblicas com nossa vida atual, exemplificando com Maria, José e Jesus. E recomendou que seguíssemos esses modelos de fé e dedicação a Deus.

Lembrou que não foi fácil para a Sagrada Família esse chamamento de Deus, a começar pela dificuldade de compreensão do mistério da gravidez de Maria, antes mesmo de se casar com José.

Quando José vacilou, diante das dúvidas e de uma “mãe solteira”, o anjo de Deus foi ao seu socorro e disse: “Não tenhas medo de receber Maria como tua esposa, ela concebeu pelo Espírito Santo” (Mt 1: 20).

Como destacou o bispo, o anjo acrescentou: “Ela dará à luz um filho, e tu lhe darás o nome de Jesus, pois ele vai salvar o seu povo dos seus pecados” (Mt 1: 21). Sem hesitar, José obedeceu a ordem de Deus.

A homenagem ao santo virou tradição no bairro com seu nome. Participou da missa Dom Geraldo, bispo benemérito de Mariana (MG), que há 15 anos deu posse a Dom Armando na Diocese de Livramento.

(Fotos recebidas via WhatsApp, sem assinatura)

 

Relíquia histórica – 19.03.2019

Projeto de arquiteta pode
salvar Casa dos Alcântara 

(Fotos e outras imagens reproduzidas do TCC de Kelly Spínola)

 

..

..Arquiteta e urbanista Kelly Spinola

Raimundo Marinho
Jornalista

A então aluna de arquitetura Kelly Alcântara Spínola, em belo trabalho de conclusão de curso (2018), pela Faculdade Independente do Nordeste (Fainor), propõe revitalizar a Casa dos Alcântara.

O monumento é uma relíquia histórica e cartão postal da cidade de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, infelizmente em ruinas, tema de várias matérias neste site, clamando pelo seu tombamento.

A formanda, hoje arquiteta e urbanista, resgatou informações detalhadas a respeito do Casarão, que ela sugere seja transformado no Museu Casarão Alcântara, com abrangência regional.

Kelly Spínola é tetraneta de Deoclides Alcântara, último dono do imóvel, que o teria adquirido do padre Tibério Severino Rio de Contas (1838-1895), primeiro vigário da então freguesia local.

Seu trabalho é fantástico e emocionante, mesmo vazado no rigor da abordagem científica. Espero que ele se torne a pedra fundamental necessária para salvar tão significativa riqueza histórica.

A proposta do museu é completa, ainda que caiba adaptações. Prevê a recuperação física da área e lhe dá novas funções, que é o museu histórico. Penso que deve custar em torno de R$ 1 milhão.

Haverá espaços de convivência, acolhimento do público, cafeteria, lazer e contemplação, salas para exposições, administração e serviços gerais, verdadeiro polo de propagação cultural e turística.

Faz jus à nobreza do centro histórico da cidade, onde estão situadas importantes edificações, como o sobrado do Paço Municipal, Câmara Municipal, o sobradinho e a Catedral de Livramento.

O projeto ajuda-nos a acreditar, de novo, na recuperação desse cartão postal, hoje pertencente aos herdeiros de Deoclides Alcântara, os quais, certamente, desejam vê-lo tombado e salvo.

Clique aqui para ver mais fotos>>

Acesse o trabalho completo da arquiteta Kelly Spínola em:

https://kellyspinola.com.br/tcc-casar%C3%A3o-alc%C3%A2ntara

 

Sujeira urbana – 17.03.2019

Vereador atua como assessor
do prefeito e defende Lig Lixo

 

Raimundo Marinho
Jornalista

A Câmara de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, aprovou, em 15.03.2019, requerimento da oposição sobre informações operacionais da Lig Lixo, que faz a limpeza urbana, no município.  

Para Josemar Miranda, um dos subscritores do documento, o serviço está aquém do valor pago pela prefeitura, da ordem de R$330 mil reais por mês ou R$11 mil por dia, segundo o último contrato.

Os vereadores consideram deficientes a varrição, coleta de lixo e capinagem de ruas, portanto incompatível com a informação de que 100 pessoas teriam sido contratadas para atuar nesse serviço diário.

Coube ao vereador Paulo Lessa atuar como assessor do Poder Executivo e defender a Lig Lixo, criticando o conteúdo do requerimento, que ele qualificou de ingerência na autonomia da empresa.

Chegou a dizer que o valor de R$3.297.274,00, por 10 meses, não é exorbitante, e que a empresa poderia até receber mais, se aplicada a correção inflacionária dos seis anos em que atua no município.

A Lig Lixo foi contratada em 2013, pelo então prefeito Paulo Azevedo, por R$2.610.000,00, mantida por aditivos ao contrato até fevereiro de 2018, quando o atual prefeito fez nova licitação.

 

Sem dinheiro – 17.03.2019

Câmara quer “bolsa atleta”
sem recursos no orçamento

 

Raimundo Marinho
Jornalista

O vereador José Araújo (PPS), de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, apresentou indicação ao Executivo, dia 15.03.2019, para criação do “programa bolsa atleta” e foi praticamente ovacionado pelos pares.

Foi articulada a presença, no mesmo dia, na “tribuna livre” da Câmara, de um grupo praticante de Jiu Jitsu ou ju-jitsu, que foi dizer que não podia realizar o sonho do atletismo por falta de patrocínio.

Os edis quase choram na defesa enfática da proposta, ao argumento de que era importante para Livramento, pois um atleta poderia ficar famoso e grudaria nele o nome do município, mundo a fora.

Só Josemar Miranda, mesmo votando a favor, indagou “quanto custará e de onde virão os recursos”. Uma voz desinformada respondeu: “da Secretaria de Esportes”, que teria R$500 mil reais para isso.

Não é verdade, o órgão, que engloba cultura, desporto, lazer e turismo, tem apenas R$51.000,00, no orçamento, para incentivar os esportes, apesar de gastar mais de R$90 mil com salário do secretário.

 

Rede de ensino – 11.03.2019

Nucleação reduz escolas de
106 para apenas 30 unidades

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Desde 2005, a comunidade escolar vive uma espécie de “tortura educacional”, na chamada “nucleação das escolas rurais”, admitida pela Lei nº 9.394/1996, dentro das políticas oficiais de educação.

Em Livramento de Nossa Senhora, Bahia, o processo deverá ser concluído em 2020 e reduzirá a rede de 106 (2005) para 30 unidades escolares (2019), segundo dados da Secretaria Municipal da Educação (SME).

A diminuição (71,6%) impressiona e inclui escolas regulares, creches e ensino de jovens e adultos. Mas o número de alunos só caiu 25%, saindo de 8.501 (2004), antes da nucleação, para 6.353 (2018).

Os técnicos da SME, citando o IBGE, atribuem a redução de matrículas à queda da natalidade, em torno de 28% (2004-2018), próximo, portanto, dos 25% da redução na demanda de alunos.

O número de alunos por escola, ainda baseado em dados da SME, era 80,18 (2004), 151,26 (2018) e 211,76 (2019). Essa evolução é atribuída à redução da quantitativo de unidades escolares.

Isso poderia significar excesso de alunos por sala de aula, mas isso não teria ocorrido, segundo a SME, por que a maioria das escolas nucleadas (fechadas) tinha número irrisório de alunos.

A nucleação concentra as escolas, fecha as que têm dois ou três alunos e acaba com as multiseriadas, com alunos de várias séries e apenas um professor, muitas vezes sem a formação exigida.

O objetivo é melhorar a qualidade do ensino, com o professor atuando na sua habilitação específica, obtendo-se melhores condições de trabalho e redução dos custos para o município.

Mas entre os problemas a serem equacionados estão a sobra de professores, a mudança de docentes e de alunos para escola mais distante, o que tem gerado insatisfação e muitas reclamações.

O processe mexe com o comodismo das pessoas e causa necessidade de ajustes, principalmente no transporte escolar, pelo que a lei determina que as mudanças sejam discutidas com a comunidade.

 

Sessão da Câmara – 11.03.2019

João de Ogum diz que colegas,
prefeito e deputados são frouxos

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Os vereadores de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, aprovaram, último dia 8, Projeto de Lei nº 003/2019, que autoriza o Poder Executivo a doar área de 2.400² para abrigar a sede do Fórum Eleitoral.

Fica no antigo campo de avião e foi dito ser importante para o município, pois trará mais espaço e conforto a servidores e eleitores, além de qualificar a 101ª Zona para coordenar ações da Justiça Eleitoral na região.

João de Ogum: todos são frouxos

Mas, mesmo sendo a favor, o vereador Josemar Miranda questionou por que, ao invés da doação, não aproveitar áreas ociosas do próprio Estado, no município.

Os vereadores aprovaram, ainda, outra mudança de horário das sessões, para as 15h, toda sexta-feira.

Os maus serviços da Embasa foram reprisados, quando o vereador Paulo Lessa informou que os questionamentos à empresa serão colocados no papel, em documento a ser assinado por todos os vereadores.

Esclareceu que seria em apoio ao vereador João de Ogum, que vem dedicando o mandato ao assunto, mas parece que ele não gostou do que parece ter sido um atropelamento do seu trabalho.

Criticou os colegas, dizendo que não viu ninguém tirar a gravata e ver de perto o esgoto sendo despejado no rio, e arrematou: “não quero saber de papel, se quiser papel vou numa livraria”.

Indignou-se com vereadores, prefeito e deputados federais e estaduais, que se dizem representantes de Livramento, mas nada fizeram até agora.  E opinou sobre o motivo da negligência: “são frouxos”.

 

Dinheiro na vala – 26.02.2019

Prefeitura teria pago mais
de R$21 milhões à Lig Lixo

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Apontamos, antes, a falta de resultado do Pregão nº 028/2018 (Proc. Adm. nº 0782/2018), da Prefeitura de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, para contratar serviços de limpeza urbana.

Fizemos várias buscas sem êxito no Diário Eletrônico. Mas, após publicada a matéria, encontramos os extratos (adjudicação, homologação, contrato), na edição 2025, pag. 29, de 28.02.2018.

Não há certeza de que foram inseridos depois, mas um rastro mostra essa possibilidade. Os títulos dos extratos não constam, como é de costume, no índice inicial da citada edição.

E a vencedora foi L & M Serviços de Limpeza Ltda. (Lig Lixo), beneficiária de oito prorrogações do contrato assinado em 25.03.2013, pelo então prefeito Paulo Azevedo, no valor de R$2.610.000,00.

..

Com o Pregão nº 028/2018, na gestão de Ricardinho Ribeiro, o valor subiu para R$3.297.274,00. Ele fez três dos oito aditivos de prorrogação e o ex-prefeito Paulo Azevedo (2013-2016) fez cinco.

Quatro das prorrogações não apresentam justificativa legal e as demais citam o art. 57, inc. II, da Lei das Licitações (Lei nº 8.666/1993), mas sem demonstrar as reais vantagens obtidas, como prevê a lei.

Com o Pregão Presencial nº 028/2018 (Processo Administrativo nº 0782/2018), o prefeito Ricardinho Ribeiro quebrou a sequência de prorrogações, conforme Contrato nº 107/2018 (27.02.2018).

O economista Roberto Lucas Spínola, natural de Livramento, professor da Unifacs, analisou a situação e constatou, entre outras coisas, que a Prefeitura já pagou à Lig Lixo a fortuna de R$21 milhões.

 (clique aqui e leia o interessante artigo)

 

Visita às escolas - 24.02.2019

Governador parte para o
corpo a corpo na Educação

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Governador Rui Costa, da Bahia, ao iniciar o segundo mandato, em janeiro, anunciou pessoalmente medidas por ele mesmo consideradas muito duras, que incluem graves ajustes na área de pessoal.

Elevou de 12% para 14% a contribuição ao Funprev e, na sequência, exonerou gestores escolares que acumulavam cargos públicos indevidamente e ou desrespeitavam a regra de tempo integral.

Houve esperneio, mas o governador nem aí, o que demonstra consciência plena do que decide, e parte para o corpo a corpo no meio das feras. Iniciou visita aos 27 NTEs (núcleos territoriais de educação).

Os núcleos substituem as antigas diretorias regionais, e o governador, que já esteve em Alagoinhas, dia 21, e Jacobina, dia 22, disse que concluirá o plano em 60 dias, falando com diretores, vices e coordenadores.

Rui Costa afirmou que vai “conversar com diretores e todos que são peças fundamentais na comunidade escolar, para incentivar o total engajamento desse pessoal” e “ver quais são as demandas”.

Quer “alinhar e aproximar mais a Secretaria da Educação das escolas”, “conhecer de perto as carências e urgências”, para ter “um ano letivo produtivo e possa colher os resultados do nosso planejamento".

Seu principal companheiro de viagem é o secretário da Educação, Jerônimo Rodrigues, que diz que são reuniões de escuta, “para apontar o desejo de ir além daquilo que as escolas já têm feito”.

“Nós temos profissionais com muita qualidade, mas o processo de aprendizagem precisa ser ampliado” e o governador quer remodelar a infraestrutura, mas com foco na aprendizagem, disse.

 

 

Obras municipais – 24.02.2019

Água para Várzea de Dentro

 

Raimundo Marinho
Jornalista

A Prefeitura de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, iniciou a construção de uma nova adutora, de 50mm, para abastecer a comunidade rural de Várzea de Dentro, captando a água na Serra das Almas.

A vazão será elevada em 150%, atendendo às residências do local e ao longo dos 7km da adutora. Assim, de pequenas em pequenas obras, a gestão vai acumulando benefícios para a população.

Foram citadas como parceiras na obra: Associação dos Moradores da Várzea de Dentro, Centro de Formação e Organização Comunitária (CEFORC) e Associação Beneficente e Cultural Afoxé dos Orixás.

 

Sessão da Câmara – 24.02.2019

Embasa e empresa de ônibus
são criticadas por vereadores

A estação de tratamento de água da Embasa, em Livramento de Nossa Senhora, já está obsoleta

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Três temas pontuaram na sessão do dia 22 da Câmara de Livramento de Nossa Senhora, na Bahia: pavimentação, Embasa e Viação Novo Horizonte, objetos de críticas consensuais dos vereadores.

Embora disputando discussões, os parlamentares uniram-se ao nobre colega João de Ogum, nas críticas à Embasa. Josemar Miranda foi o mais objetivo, sugerindo um requerimento conjunto ao Poder Executivo.

A proposta é indagar da Administração se a Empresa de Águas e Saneamento está ou não cumprindo o contrato. Nesse ponto, mostram-se desinformados, pois a empresa está operando sem contrato.

Novo Horizonte: alvo de críticas na Câmara de Vereadores

O contrato venceu em 21.05.2018 e depende de autorização legislativa para ser renovado, o que ainda não ocorreu. Diferente do que afirmou o vereador Joaquim da Silva, a renovação não é automática.

Há conflito entre a 15ª cláusula do contrato e a Lei nº 919/1998, que autorizou a concessão e condiciona expressamente a renovação à autorização da Câmara de Vereadores, mas o que prevalece é a lei.

O Executivo alega que não agilizou a renovação porque a Embasa exige o plano de saneamento, que parece longe de ser feito, embora a Funasa já tenha garantido os recursos necessários à sua elaboração.

O vereador Paulo Lessa admitiu que “essa casa se calou”, quando preposto da Embasa teria ofendido João de Ogum, em uma emissora de rádio, ao dizer que o vereador “estava fazendo terrorismo”.

A formalização das reclamações, cuja falta apontamos aqui, virou consenso, quando o presidente Aparecido Lima disse “vamos sentar com os jurídicos da casa e prefeitura, para elaborar o documento”.

Sobre a Novo Horizonte, Paulo Lessa disse que seus serviços pioraram, com redução de poltronas para Livramento, e uma das causas seria a ampliação dos municípios atendidos, sem colocar mais ônibus.

Leia mais em:

http://www.mandacarudaserra.com.br/arquivo/2018/junho.html(29.06.2018) 

 

Sujeira urbana – 19.02.2019

Empresa Lig-Lixo opera
há 5 anos sem licitação

(matéria corrigida e ampliada em 20.02.2019)

 

Raimundo Marinho
Jornalista

A Prefeitura de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, contratou, em 25.03.2013, a empresa L&M Serviços de Limpeza Ltda (CNPJ nº 07.009.521/0001-92), com sede em Rio do Antônio (BA), para fazer a limpeza urbana.

O contrato baseou-se no Pregão Presencial nº 004/2013, homologado pelo então prefeito Paulo Cesar Cardoso Azevedo, nos termos da Lei nº 8.666/1993. Desde, então, vem sendo prorrogado, sem nova licitação.

A empresa é mais conhecida como Lig-Lixo, cujo contrato, prorrogado oito vezes por aditivos, venceu em 28.02.2018, e não há processo licitatório anunciado para a continuidade dos serviços, sinalizando para nova prorrogação.

Na sessão de 08.02.2019, o vereador Josemar Miranda denunciou que o trabalho da empresa é deficiente, mas não citou a falta de licitação, nem o valor do contrato, que saiu de R$2.610.000,00 (2013), para R$3.297.274,00 (2018).

As prorrogações não se enquadram nas disposições do art. 24, inc. IV, nem do art. 65, § 6º, da Lei nº 8.666/1993 (Lei das Licitações), que regulamentam o art. 37, inc. XXI, da Constituição Federal:

Art. 24. É dispensável a licitação:

IV - nos casos de emergência ou de calamidade pública, quando caracterizada urgência de atendimento de situação que possa ocasionar prejuízo ou comprometer a segurança de pessoas, obras, serviços, equipamentos e outros bens, públicos ou particulares, e somente para os bens necessários ao atendimento da situação emergencial ou calamitosa e para as parcelas de obras e serviços que possam ser concluídas no prazo máximo de 180 (cento e oitenta) dias consecutivos e ininterruptos, contados da ocorrência da emergência ou calamidade, vedada a prorrogação dos respectivos contratos;

Art. 65. Os contratos regidos por esta Lei poderão ser alterados, com as devidas justificativas, nos seguintes casos:

§ 6º Em havendo alteração unilateral do contrato que aumente os encargos do contratado, a Administração deverá restabelecer, por aditamento, o equilíbrio econômico-financeiro inicial.

HISTÓRIA SEM TRANSPARÊNCIA

Pelo que foi publicado, o primeiro contrato, gestão de Paulo Azevedo, data de 22.03.2013, válido até 31.12.2013. Desde então, é prorrogado por aditivos, sempre baseado no Pregão nº 04/2013, sem nova licitação.

O atual prefeito publicou aviso de licitação, em 07.02.2018, através do Processo Administrativo nº 0782/2018 e Pregão Presencial nº 028/2018, para contratar a prestação dos serviços de limpeza urbana.

Mas não há contrato publicado relativo a esse aviso de licitação, nem que fora revogado.  Assim, resta o aditivo de 30.01.2018, que já caducou, sua vigência era somente até 28.02.2018.

Estaria havendo um aditivo tácito? A Lei das Licitações prevê prorrogação só por 180 dias (art. 24, inc. IV), salvo para garantir vantagens de preços (art. 57, inc. II), nos contratos de prestação contínua.

Art. 57. A duração dos contratos regidos por esta Lei ficará adstrita à vigência dos respectivos créditos orçamentários, exceto quanto aos relativos:

II - à prestação de serviços a serem executados de forma contínua, que poderão ter a sua duração prorrogada por iguais e sucessivos períodos com vistas à obtenção de preços e condições mais vantajosas para a administração, limitada a sessenta meses;

Nesse caso, o valor foi elevado e o preço pago é considerado desproporcional aos serviços executados, de qualidade considerada deficiente, como testemunhou o vereador Josemar Miranda.

 

 

Legislativo – 16.02.2019

Câmara acerta o passo!

Mesa da Câmara: Legislativo tenta acertar o passo nas discussões sobre interesses da comunidade

 

Raimundo Marinho
Jornalista

O tema dominante na sessão de ontem, dia 15, da Câmara de Vereadores de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, foi o descaso da Embasa e Coelba, apontadas como insensíveis às queixas dos usuários.

Os vereadores resolveram ouvir o colega João de Ogum, no tocante à Embasa, contra a qual ele praticamente dedica o mandato.  Convenceram-se de que a empresa só se preocupa em receber tarifas.

João de Ogum: por hora, luta inglória

Mas as falas são vazias de fundamento e João parece empunhar uma bandeira sem pau, nada sai do espaço restrito do plenário. Não há uma única petição tramitando nas instâncias administrativas ou judiciais.

A representação que fez ao Ministério Público parece mais uma tentativa de colocar o assunto no colo do promotor, sem destacar a gravidade e extensão do problema, pelo que não teve prioridade.

Não há qualquer pressão sobre os políticos que dizem querer o melhor para Livramento, embora sabemos ser uma grande mentira. Nossos sistemas de água e esgoto há muito entraram em colapso.

O Rio Brumado virou um canal de esgoto, desde a vizinha cidade de Rio de Contas, e a Embasa, descaradamente, disse que a cachoeira depura a água. Até o contrato entre a empresa e a prefeitura caducou.

Diferente do que ele propaga, a briga do João não é inédita nem exclusiva dele. Na verdade, começou há 43 anos (09.02.1976), quando denunciei, no Jornal da Bahia:

 

“Livramento de N. Senhora:
Água e Luz, os Problemas Maiores” 

Era estudante de Jornalismo, aposentei-me e os problemas não foram resolvidos e se agravaram. Em 2009, lideramos uma campanha contra o descaso, mostrando o risco da contaminação para a população.

Foram denúncias em jornais, representação no Ministério Público, ação judicial, abaixo-assinado ao governador, mas houve pouca adesão da população. De concreto, só um TAC, até hoje não cumprido.

Coloquei o acervo produzido (reportagens, livro, peças judiciais, cópia do TAC, relatórios, abaixo-assinado etc) à disposição de João de Ogum, para embasar seus “gritos”, mas ele não se interessou.

 (siga nosso tweet, no topo da página)

 

Barragem – 16.02.2019

DNOCS tenta negar riscos!

 

Raimundo Marinho
Jornalista

“A barragem não apresenta instabilidade nas suas estruturas e nem sinais de ocorrência de possível rompimento na situação atual”, diz nota do eng. Raimundo Goethe Peixoto Júnior, do DNOCS, na Bahia.

Baseado apenas em simples inspeção visual, ele se refere à Barragem Luís Vieira (Rio de Contas), que está com sérios riscos estruturais, minimizados pelo Departamento Nacional de Obras Conta Seca.

O açude é de 1983 e nunca recebeu a manutenção adequada, mas a situação só veio a público com o alerta feito no relatório da ANA (Agência Nacional de Água), com dados de 2017 e divulgado em 2018.

O engenheiro faz esses esclarecimentos minimizadores em todos os municípios em situação parecida, repetindo que não há risco iminente de rompimento dos açudes e que há providências em andamento.

Porém, nada saiu do papel, nem confirmados os R$3,2 milhões necessários para recuperação da Barragem Luís Vieira. Esse elevado volume de recursos é indicativo de que a degradação é grave.

São grandes e profundas erosões na parte de fora e válvulas manejadas com gambiarras, há muito tempo, tudo causado pelo total abandono a que o açude foi relegado, desde a inauguração, em 1983.

A Luís Vieira tem hoje 27,7 milhões de m³. Se o volume subir de repente para perto da sua capacidade (105 milhões de m³), haverá risco real de ruptura, devido à fragilidade a que chegou a parede.

A nota, datada do último dia 11, diz que as anomalias estão sendo monitoradas e projeto de recuperação está sendo elaborado. Mas é sabido que o DNOCS está sucateado, sem condições de bancar essa obra.

 

Investimento – 16.02.2019

Imóvel ainda é bom negócio

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Na edição de 19.01.2019, o caderno imobiliário semanal de A TARDE publicou matéria sobre a aquisição de um segundo imóvel, como investimento, seja residencial ou comercial. Um dos entrevistados foi o economista Lucas Spínola.

Segundo ele, numa visão de longo prazo, a compra do segundo imóvel pode ser boa e segura opção de aplicação financeira, ainda mais com o mercado em baixa, como atualmente. Além de render aluguel, “tende sempre a valorizar”, disse.

Mas o economista esclarece que, com as oscilações do mercado, não é possível se projetar um índice para essa valorização, sendo objeto de especulação, no estilo Bolsa de Valores. Se tiver muita procura, sobe, caso contrário, o preço cai.

“Como aconteceu, agora, na crise”, explicou, em que os preços despencaram. Porém, os especialistas estão otimistas e consideram que em 2019 o mercado vai aquecer, com a melhora já observada na economia do país.

Lucas Spínola, natural de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, é professor assistente do curso de economia da Universidade Salvador (Unifacs). Ele é filho do ex-prefeito Carlos Roberto Souto Batista.

 

Meteorologia – 15.02.2019

Vento, chuva e granizo
assustam Itanajé!

Fotos tiradas de aparelho celular, por Márcia Oliveira

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Uma borrasca, inclusive com queda de granizo, assustou os moradores do Distrito de Itanajé, entre 12h e 13h de ontem, dia 14, em Livramento de Nossa Senhora, Bahia. Destelhou casas, arrastou cobertura de posto e inundou ruas e quintais.

Uma árvore derrubada pela ventania chegou a obstruir a BA-152, mas foi logo removida. Para moradores, “parecia o fim do mundo”, principalmente a “chuva de pedra” (granizo).  Mas passou logo, apesar do susto e dos estragos.

Hoje, amanheceu tranquilo, mas o fenômeno vem se repetindo no local, a 24km da sede. A temperatura tem passado dos 30 graus e não se descarta a possibilidade de ocorrer novos vendavais e muita chuva.

Há quem faça analogia ao nome do distrito – Itanajé – que é nome de um tipo de embarcação. Lembram da música de Dorival Caymmi: “Peguei um ita no Norte/pra vir pro Rio morar”? E embarcação pede água e atrai vento!

E as três letras iniciais do nome – Ita – que significa “pedra”, segundo os místicos e magos do tempo em que o distrito se chamava Conceição, seriam um indicativo da causa das “chuvas de pedra” por lá. Será? Não creio!

 

Administração – 13.02.2019

Lei Municipal não prevê
gratificação concedida!

 

Raimundo Marinho
Jornalista

O prefeito Ricardinho Ribeiro, de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, via decreto, concedeu Gratificação por Tempo Integral a 34 servidores, 31 deles em cargos comissionados temporários.

O objetivo foi elevar a remuneração do grupo, beneficiado com reajuste médio de 62%, em detrimento dos demais servidores, gerando indignação, principalmente entre os professores.

Os docentes alegam que lhes foram negadas gratificações legais, sob o argumento do prefeito de que impactaria a folha de pessoal, que iria para além do teto da Lei de Responsabilidade Fiscal.

As gratificações ora concedidas, de 25% a 100%, também oneram a folha, sendo oito de 100%, 20 de 50%, duas 40% e as demais de 80%, 75%, 60% e 25%), gerando salários de R$1.250,00 a R$4.500,00.

Faixas: R$3.000,00 (8), R$1.800,00 (6), R$1.250,00 (6), R$1.500,00 (2) e R$2.146,00 (2), R$1.400,00 (1), R$1.746,00 (1), R$2.200,00 (1), R$2.250,00 (1), R$2.500,00 (1), R$2.885,00 (1), R$3.200,00 (1), R$3.500,00 (1), R$4.000,00 (1) e R$4.500,00 (1).

As gratificações eram pagas ilegalmente e o prefeito Ricardinho Ribeiro, acatando recomendação do Ministério Público, editou a Lei da Reforma Administrativa (1.374/2017), que cria os cargos.

Fundado nela, autorizou as citadas gratificações, mas a Lei não prevê a Gratificação por Tempo Integral concedida e sim Gratificação Especial por Condições Especiais de Trabalho-CET, que requer justificativa.

Está no art. 16, nas Disposições Gerais. Violou, também, a Constituição Federal (art. 39, §4º), que determina remuneração em parcela única a servidores de livre nomeação em cargos comissionados.

 Para conferir a Lei, clique aqui

(siga nosso tweet, topo da página)

 

 

“Balneário” – 13.02.2019

Divagando na maionese!

O antigo balneário, hoje em ruínas, era um romântico local de lazer da população

 

Raimundo Marinho
Jornalista

O 3º suplente de deputado federal Deocleciano José Souza Filho, 41 anos, Vitória da Conquista (BA), o Ciano Filho, com 5.039 votos (2018), postou no Facebook:

“Vou lutar para que tenha investimentos federais no ponto turístico na cachoeira de Livramento de Nossa Senhora, para fomentar o turismo da microrregião. Junto com o Senador Ângelo Coronel os investimentos vão chegar!”.

Veio do nada e se referiu ao Balneário Edilson Pontes, em ruínas, ao lado da extinta hidrelétrica, instalada pelo prefeito João Correia e Silva, na década de 1950.

A medir pelo que teria declarado o político, conforme veiculado por Mural de Notícias, Livramento se tornará centro do ecoturismo mundial, graças à “luta” de um desconhecido suplente de deputado.

.

Ciano Filho, suplente deputado federal

O “balneário” será recuperado, a nossa cachoeira Véu de Noiva terá sistema especial de iluminação, um teleférico ligará as duas pontas de serra, por onde descem as águas, e um mirante fará a delícia do visitante.

Hotéis holandeses serão atraídos e estruturas para esportes radicais serão implantadas. A estrada real, claro, fará parte, por onde, segundo o Mural, até D. Pedro II circulou por lá.

Segui a leitura, sem jamais pensar ser uma viagem pela maionese, até que o próprio ditoso Ciano Filho me sacode, no final do texto: “esses projetos devem ser viabilizados pela própria prefeitura”, disse.

Ah, sim! Não é ele que vai “lutar”, nem é com o senador Coronel que “os investimentos vão chegar”. Então, gente, por favor, avisem aí ao Ricardinho. E chame a Embasa para tirar os esgotos da área, urgente!

Leia mais em:

https://www.facebook.com/cianodeocleciano/?__tn__=k*F&tn-str=k*

http://www.muraldenoticias.com.br/blog/2019/02/12/turismo-suplente-de-deputado-federal-ciano-filho-diz-que-ira-buscar-investimentos-federais-para-o-balneario-edilson-pontes/

http://www.mandacarudaserra.com.br/arquivo/2013/abril.html

(siga nosso tweet, topo da página)

 

Câmara I – 12.02.2019

Josemar inicia ano com
críticas à Administração

 

Raimundo Marinho
Jornalista

O vereador Josemar Miranda (PC do B), de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, esquentou o início do ano legislativo, dia 8, ao disparar críticas ao prefeito Ricardinho Ribeiro, do mesmo grupo político.

..

.. Vereador Josemar Miranda

Apontou sujeira urbana, seletividade na pavimentação de ruas, atraso na licitação para o transporte escolar, prejudicando o ano letivo, e nucleação das escolas “sem ouvir as comunidades”.

Denunciou que mais de 20 professores estão sobrando, sem sala de aula e teriam sido “tratados com descaso na jornada pedagógica”, entre eles, a esposa do vereador, da escola da Rua do Areião.

Criticou as lideranças sindicais: “Nós temos dois sindicatos, que estão calados, tanto APLB como o SPEL. Foram eleitos para defender os professores, espero que tomem uma posição imediata”.

Afirmou que a Lig Lixo ganha R$10 mil por dia, tem equipe muito pequena, pagando R$50,00 por trabalhador e que “poderia contratar pelo menos 100 pessoas, gastaria R$5 mil e ainda ficariam R$5 mil”.

Miranda também pediu ao presidente da Câmara para convocar audiência pública, para discutir a situação da Barragem Luís Vieira, cuja estrutura corre risco de se romper, por falta de manutenção.

(siga nosso tweet, no topo desta página)

 

Câmara II – 12.02.2019

Desinformados, nobres
colegas ficam em silêncio

 

..

..Vereador Paulo Lessa Pereira

Raimundo Marinho
Jornalista

O vereador Paulo Lessa, como faria um descuidado assessor municipal, tentou minimizar algumas das críticas, como a demora da licitação para o transporte escolar, que o município só iniciou em 30.01.2019.

O parlamentar culpou o Ministério Público Federal (MPF), que só teria disponibilizado TAC nesse sentido, no dia anterior, 07.02.2019. Engabelou os desinformados colegas, pois a licitação já estava aberta.

Além do que TAC é a sigla de Termo de Ajustamento de Conduta, que gestores assinam com o Ministério Público (estadual ou federal), comprometendo-se a obedecer a lei, sob pena de responderem por improbidade.

Em outubro de 2018, o MPF de Guanambi distribuiu recomendações aos municípios da região, incluindo Livramento, para regularizar as contratações, visando melhorar os serviços e reduzir gastos.

O prazo para a prefeitura comprovar o cumprimento era 31.01.2019 e a licitação foi aberta um dia antes, após anuncio de que a Polícia Federal iria abrir inquérito para apurar irregularidades.

O MPF quer rigorosa obediência à lei, principalmente a 8.666/1993, exigindo idoneidade do prestador do serviço, rotas dos transportes, transparência e publicidade do processo licitatório.

Clique aqui para ler as recomendações do MPF

(siga nosso tweet, no topo desta página)

 

Ricardo Boechat - 11.02.2019

Morre maior referência do
bom jornalismo no Brasil!

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Ricardo Boechat, na Band News FM (Foto copiada de http://redenews360.com.br)

Não era unanimidade, mas sem dúvida a maior referência do nosso jornalismo, nos últimos tempos. Fez o que teria faltado, sem ele, em nossa imprensa, muito criticada pelas conveniências e falta de qualidade.

Foi ardoroso defensor da ética, da justiça e qualidade da comunicação, fino interprete do interesse e sentimentos da coletividade, tornando-se admirado e reverenciado, um símbolo da imprensa livre e corajosa.

Boechat, no início, com Ibrahim Sued (Foto: reprod. Facebook)

Não hesito em dizer que Ricardo Eugênio Boechat foi o jornalista que mais traduziu o verdadeiro sentido da comunicação jornalística. Quem quiser ser bom, nessa área, tem de se parecer muito com ele.

Ele morreu hoje ao meio dia, quando o helicóptero em que retornava de Campinas para São Paulo, caiu na altura do Rodoanel, já na capital paulista.

Eu soube da terrível notícia justo quando ouvia seu programa de hoje, em vídeo, no Youtube, na Band News FM. Ao final do programa, ele foi para uma entrevista em Campinas (SP), e sofreu o acidente na volta para casa.

Faço esse registro, aqui da nossa província, para lamentar e chorar a morte desse profissional singular, referência de todos que praticam e lutam pelo bom jornalismo. Leia mais nos links abaixo:

https://tvefamosos.uol.com.br/noticias/redacao/2019/02/11/ricardo-boechat.htm

https://blogdoarcanjo.blogosfera.uol.com.br/2019/02/11/morte-de-ricardo-boechat-e-perda-irreparavel-para-jornalismo-brasileiro/

https://tvefamosos.uol.com.br/noticias/redacao/2019/02/11/jornalista-ricardo-boechat-morre-em-queda-de-helicoptero.htm

 

Descaso – 07.02.2019

Barragem vira ameaça para o
projeto de irrigação do Dnocs

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Fotos: Talles Soares (extraídas de vídeo gerado através de drone)

A tragédia de Brumadinho, em Minas Gerais, está assombrando as comunidades sob influência direta de barragens, em todo Brasil, como Livramento de Nossa Senhora e Rio de Contas, na Bahia.

A Barragem Luís Vieira, no Rio Brumado, próxima à cidade histórica de Rio de Contas, está entre as 10 relacionadas pela ANA (Agência Nacional de Água) com estrutura seriamente comprometida.

O alerta está em seu Relatório de Segurança de Barragens 2017, com base em dados técnicos do INEMA (Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos), órgão fiscalizador no Estado da Bahia.

Apresenta “grandes erosões no talude de jusante, grande quantidade de árvores e arbustos, válvulas dispersoras funcionando precariamente” e está com cerca de 25% da sua capacidade (105 milhões de m³).

Acumula água para consumo e irrigação de 5.000ha, no Perímetro Irrigado Brumado, em Livramento, mas corre risco de secar, pelo uso predatório, com desvio da destinação original, já atingindo 20.000ha.

O DNOCS construiu e abandonou o sistema. E, apesar da possibilidade de uma tragédia e fim do projeto de irrigação, as autoridades, incluindo prefeitos e vereadores estão indiferentes.

Ninguém se apresentou para avaliar, com a urgência exigida, o risco efetivo de rompimento, que causaria danos incalculáveis para a cidade tombada de Rio de Contas e para Livramento.

O governo estadual não é gestor do sistema, mas anunciou uma licitação, pela Embasa, para diagnosticar o problema e elaborar projeto de recuperação dessa e mais duas barragens ameaçadas.

Só a elaboração desse projeto tem prazo de 240 dias. Preocupado com a situação, o vereador Vinicius Costas, de Rio de Contas, ao que consta, voz única, prometeu apelar para o Ministério Público Federal.

 

Câmara – 05.02.2019

Só 8 de 13 vereadores na
abertura do ano legislativo

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Cinco vereadores faltaram, ontem, dia 4, à abertura dos trabalhos legislativos de 2019, na Câmara de Vereadores de Livramento de Nossa Senhora (Márcio Alan, João Amorim, Juscélio Pires, Milane Araújo e Josemar Miranda).

Geralmente a abertura dá-se com mensagem do chefe do Poder Executivo, apresentando relatório anual sobre obras e serviços municipais, junto ao programa do ano que começa, na forma do art. 82 da Lei Orgânica.

Mas o prefeito Ricardinho Ribeiro, trajando-se e falando informalmente, fez apenas uma saudação corriqueira aos integrantes do Poder Legislativo, desejando-lhes sucesso na missão de resolver as demandas da população.

Quem fez, de forma alinhavada, o que o prefeito deveria fazer, foi o vereador Paulo Lessa, referindo-se a algumas realizações da administração, sem citar grandes feitos, mas prometendo muito trabalho e muita luta em 2019.

O presidente da Casa, Aparecido Lima, pediu apoio aos nobres colegas para mais um ano de trabalho, garantindo ao prefeito Ricardinho que pode contar com os vereadores para “aprovar tudo que for viável para o município”.

 

Lançamento – 05.02.2019

Um valor para o homem!

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Homem Significante é o livro do médico e psicanalista Antônio Carlos Caires Araújo, lançado último dia 1º, pela editora Chiado Books, numa concorrida sessão de autógrafo, na Associação Bahiana de Medicina, em Salvador.

..

No prefácio, Sarah Sodré escreve que o autor “realiza, com destreza, o percurso analítico do sujeito com seus sintomas, sua subjetividade, sua psique, seus conflitos e o reconhecimento dos seus avanços num percurso de análise”.

E define a obra como “romance ancorado nos pressupostos teóricos da psicanálise”, mostrando, nos personagens, os ocorridos no íntimo de cada um, na travessia da vida, cheia de conflitos internos e objeções externas.

Para nós, a obra aponta para a necessidade de se compreender o sentido e o valor humanos, incluindo a autocompreensão, enquanto parte importante na composição da natureza, quem sabe alçando a espiritualidade.

Dr. Antônio nasceu livramentense, mas é dombasiliense pela emancipação política do antigo distrito, hoje Dom Basílio, que pertenceu a Livramento de Nossa Senhora, Bahia. É irmão de D. Lucinha, viúva do Dr. Ulysses Celestino.

 

Legislativo – 04.02.2019

Eleição de Nelson na AL
foi exigida por Rui Costa

 

..

..Rui Costa cumprimenta Nelson Leal, novo presidente da AL

Raimundo Marinho
Jornalista

O deputado Nelson Leal (PP), que nasceu em Salvador, mas é praticamente genuíno livramentense, filho do ex-prefeito Emerson Leal, de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, presidirá a Assembleia Legislativa, até 2020.

Sua eleição, com 62 dos 63 votos da Casa, foi dia 1º, após a posse dos novos parlamentares. Resultou de amplo acordo, misturando situação e oposição, urdido por Rui Costa (PT), ex-desafeto de Emerson Leal.

Pelo acordo, o presidente do biênio seguinte (2021-2022), já foi definido, também pelo absolutismo do governador, será Adolfo Menezes (PSD). Tudo visando as próximas eleições municipais e estaduais.

O governador não permitiu que Rosenberg Pinto (PT), do seu partido, disputasse a presidência da AL, nem para o segundo biênio. Preferiu Adolfo Meneses, partido do senador Otto Alencar.

Seria Otto preferido de Rui para as eleições municipais (2020) ou estaduais (2022)? Nesse caso, onde se encaixará ACM Neto, atual prefeito de Salvador, candidatíssimo em 2022? Estarão todos juntos?

Familiares e tietes livramentenses posam na festa de Nelson Leal, no dia da posse na AL

 

Dom Basílio – 04.02.2019

Morre uma referência histórica

 

..

..Homenageado, nos 50 anos da emancipação

Raimundo Marinho
Jornalista

A comunidade de Dom Basílio, vizinho a Livramento de Nossa Senhora, no Sudoeste da Bahia, acaba de perder uma referência humana da sua história, o primeiro prefeito, Cosme Alves Teixeira.

Ex-prefeito Cosme Teixeira, em foto de 2015

Falecido dia 2 último, aos 94 anos, ele foi, ao lado de padre Sinval Laurentino, o principal artífice da emancipação política do município e acabou se tornando o seu primeiro prefeito (1963-1967).

O atual prefeito, Roberval Meira, emitiu nota de pesar, declarando luto oficial de três dias e destacando o legado de honestidade deixando por Cosme Teixeira, como cidadão e homem público.

Indagado por nós, o ex-prefeito Alfredo Matias confirmou que, de fato, Cosme Teixeira lutou muito para emancipar o então Distrito de Curralinho, que integrava o território de Livramento.

Cosme, no dia da posse (2º da esq. para dir.)

Segundo Dr. Alfredo, Cosme tirou o novo município praticamente do nada, realizando obras ainda vistas hoje, como a primeira parte do cemitério, algumas escolas e a ponte sobre o Rio Brumado.

Desprendido, Cosme não quis seu nome na principal avenida da cidade, inaugurada pelo então prefeito Alfredo Matias. Preferiu indicar o nome de Rodrigo Alves. Mas Alfredo deu seu nome a uma praça da cidade.

Para o sobrinho Evanildo Teixeira, o ex-prefeito Cosme “tinha grande paixão por Dom Basílio”, para onde se mudara ainda muito jovem, onde montou negócios e casou-se com D. Maria Teixeira.

 

 

Para saber mais sobre Dom Basílio, clique em:

Cinquentenário – 03.04.2013
Jubileu de Ouro – 07.04.2013
Filho ilustre – 09.04.2013

 

São Gonçalo – 28.01.2019

Canabrava repete tradição de
319 anos, na Serra das Almas

Missa em louvor a São Gonçalo, na Canabrava (fotos enviadas pelo seguidor do site Hugolino Lima)

Raimundo Marinho
Jornalista

..

..Filarmônica Lindemberg Cardoso, na celebração

Celebrou-se hoje, 28, às 10h, a missa em louvor a São Gonçalo do Amarante, tradição de 319 anos, lotando a pequena igreja do povoado de Canabrava, fincado numa das grotas da Serra das Almas, em Livramento de Nossa Senhora, Bahia.

Como nos últimos anos, a celebração foi presidida pelo xará do santo, padre Gonçalo, acompanhado pelo colega Gilberto, encerrando o período festivo iniciado dia 19, com a abertura do novenário, que atraiu devotos de toda a região.

Num misto de fé religiosa e atividades profanas, acontece de tudo no local, com destaque, no lado profano, para a bebedeira e o desfile de motos, com o som ensurdecedor das descargas adulteradas, motivo de muitas queixas.

Padre Gonçalo presidiu a missa solene de hoje

A motocicleta foi introduzida no calendário da festa há cerca de 20 anos, com a “missa dos motoqueiros”, este ano celebrada dia 22. Tudo muito bonito, até a invasão das motos “envenenadas”, estranhamente toleradas pela polícia.

No dia maior dos festejos, sempre 28 de janeiro, a programação inclui alegre alvorada (às 5h), missa dos romeiros (às 7h) e missa solene (às 10h), seguida de procissão, em torno da igreja, no centro do povoado.

Os atos religiosos, missa e procissão, contaram com a presença do prefeito de Livramento, Ricardinho Ribeiro.

(Para saber um pouco mais sobre São Gonçalo, acesse:
http://www.mandacarudaserra.com.br/noticias/2015/sao_goncalo.html)

 

Combate ao barulho – 26.01.2019

Promotor defende população
contra som abusivo em carros

 

Raimundo Marinho
Jornalista

O promotor de Justiça da Comarca de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, Ruano Fernando da Silva Leite, representante do Ministério Público Estadual, decidiu combater o desassossego causado pela poluição sonora nas vias púbicas, principalmente em áreas residenciais.

Promotor de Justiça Ruano Fernando Leite  (foto acessada na WEB, sem autoria)

Na Recomendação nº 01/2019, ele alerta autores dos abusos a se enquadrarem nas exigências legais e recomenda as autoridades sobre como prevenir e reprimir as condutas que tiram o sossego público.

Abrange todos os municípios da Comarca (Livramento, Dom Basílio, Jussiape e Rio de Contas), hoje terras sem lei, nesse sentido. O MP respalda-se na Constituição, em leis federais, estaduais e municipais.

Entre os alvos estão os sons automotivos conhecidos como “paredões”, assim como os tubos de descarga criminosamente adulterados. E não importam volume nem o horário e sim a perturbação provocada.

O documento é dirigido a proprietários e condutores de veículos, donos de instrumentos sonoros e estabelecimentos comerciais, entidades recreativas, agentes de trânsito, prefeitos e vereadores.

As recomendações incluem alertas de medidas administrativas, se necessário, como apreensão de veículos e equipamentos, ou ação judicial por crimes, cujas penas incluem perdas de bens, prisão e multa.

Clique aqui para ler detalhes da recomendação do Ministério Público

 

Saúde- 26.01.2019

Feira Cidadã supre demanda
reprimida de 7 mil pessoas

 

Raimundo Marinho
Jornalista

A Feira Cidadã, com destaque para a saúde, movimentou, desde o dia 24, a cidade de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, promovida pela Secretaria Estadual da Saúde e Voluntárias Sociais, em parceria com a prefeitura local.

Instalada nas dependências da Escola Municipal Polivalente, ofereceu serviços móveis gratuitos de consultas médicas e odontológicas, diagnóstico através de imagens, além de cirurgias dentárias e de catarata.

A coordenação estima que o atendimento ultrapassará sete mil pessoas, de Livramento e municípios vizinhos. Foram oferecidos, ainda, emissão de 2ª via do RG, CTPS, brinquedoteca e trato da beleza física.

 

Supre demanda reprimida de longo tempo, gerada pelo descaso e incapacidade do próprio poder público, que deveria disponibilizar esse atendimento no dia-a-dia, nas unidades de saúde, como seria obrigatório.

Divulgou-se que o projeto foi idealizado, para toda Bahia, pela primeira-dama Aline Peixoto, esposa do governador Rui Costa. Que Deus a abençoe e ilumine, e nunca seja tentada a se lançar candidata aproveitando-se disso.

 

Prepostos da PM (46ª CIPM) ficaram de prontidão durante evento

Fila deu volta no quarteirão, algumas pessoas dormiram no local

 

Português – 25.01.2019

Pobre do nosso vernáculo!

Raimundo Marinho
Jornalista

A carga horária de Língua Portuguesa, na rede de ensino, há algum tempo passou de cinco para apenas três horas semanais. No meu tempo (1960-1970), por exemplo, além de professores rigorosos, havia aula todo dia.

Nosso vernáculo vem sendo continuamente vilipendiado, como o exemplo que acaba de dar o Colégio Estadual de Livramento (CEL), antigo Colégio Estadual Edivaldo Boaventura, em Livramento de Nossa Senhora, Bahia.

Justo um educandário, o qual, em cartaz, escrito à mão e estampado no seu portal de entrada (foto), escreveu:

“Matrículas abertas 2019

Sejam bem vindos!”

No minúsculo texto, comete um erro crasso. Quem, por acaso, não percebeu, será bem-vindo ao clube dos que precisam de uma reciclagem em Língua Portuguesa.

“Bem vindo” é errado; “Benvindo” é nome próprio; e “bem-vindo” (com hífen) é a forma correta para o tipo de saudação enunciada no cartaz.

Parece bobagem, mas tem efeito pedagógico visual indelével sobre os alunos. Eles tendem a acreditar que a escola que os ensina e na qual confiam jamais cometeria tal erro e vão considerar, vida afora, o errado como certo.

 

Serviços – 21.01.2019

Feira de Saúde, em Livramento

 

Raimundo Marinho
Jornalista

 

A população de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, terá acesso a vários serviços de saúde e cidadania, quinta-feira, dia 24, das 8h às 17h, durante a Feira Cidadã, na Escola Polivalente local.

A iniciativa do evento, também chamado Feira de Saúde, é do governo estadual, através da Secretaria da Saúde do Estado e Voluntárias Sociais, em parceria com a Secretaria Municipal da Saúde.

Serão feitos ultrassonografia (mama, abdômen, tireoide, vias urinarias, próstata via abdominal e partes moles), exames ginecológicos, aferição da pressão, glicemia e orientação nutricional.

Haverá consultas médicas, oftalmológicas, tratamento odontológico, eletrocardiograma, raio X do tórax, atendimento social, emissão do RG (2ª via) e CTPS, e até espaço de beleza.

As informações são da Assessoria de Comunicação do Governo Estadual, acrescentando que as Voluntárias Sociais também vão disponibilizar armações de óculos e cirurgias de cataratas.

Para a criançada, está prevista uma brinquedoteca. A meta é atender, junto com o município, 6.810 pessoas. A prefeitura informa que o atendimento odontológico irá até domingo, dia 27.

Quem dirige as Voluntárias Sociais da Bahia é a primeira-dama Aline Peixoto, idealizadora do evento, ao qual deverá comparecer, embora ainda não confirmado, ao lado do governador Rui Costa.

 

Nosso artista se foi – 17.01.2019

Morre o grande pintor
Érico Lopes de Oliveira

 

..

.. Érico Lopes, na capela que construiu em casa

Raimundo Marinho
Jornalista

Conforme Nota de Falecimento, divulgada hoje à tarde pela família, faleceu em Itaobim (MG), o maior artista plástico de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, Érico Lopes de Oliveira, 90 anos, pintor, escultor, artesão, restaurador, modelador, marceneiro e pedreiro.

Ele passou a sofrer de Alzheimer, não faz muito tempo, e viveu os últimos anos assistido por parentes, em Minas Gerais. Seu corpo será velado, a partir das 18h de hoje, em sua residência, na Rua Miguel Tanajura, em Livramento.

O sepultamento será amanhã, dia 18, às 9h, no cemitério local, pela Funerária Bom Pastor: (77) 99968-3155 (VIVO) e (77) 99166-6263 (TIM). Em janeiro de 2006, este site fez ampla matéria destacando a genialidade de Érico, até então pouco conhecido. Veja trechos:

“Quem transita pela rua Miguel Tanajura, antiga "Rua de Trás", em Livramento de Nossa Senhora, nem imagina que há um tesouro artístico guardado na casa nº. 208, perto de onde nasceu o maestro Lindembergue Cardoso”.

“A peça de maior grandeza é o próprio dono da casa, o genial artista plástico Érico Lopes de Oliveira (...). Filho de José Fulgêncio de Oliveira e Eliza Lopes de Oliveira, Érico nasceu na rua da Alegria, hoje rua Dr. Joaquim Tanajura, em 18.10.1928”.

“Depois de ser assaltado 20 vezes em São Paulo, na última delas por seis trombadinhas de vez, decidiu deixar a Pauliceia [onde morou por 45 anos] com destino a Livramento de Nossa Senhora”.

Velório do Papa Pio XII, reproduzido por Érico a partir de uma foto de jornal

Leia a matéria completa em:

http://www.mandacarudaserra.com.br/arquivo/janeiro2006/erico%20lopes.htm

 

Produção de leite – 16.01.2019

Tanque de resfriamento
para pequenos produtores

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Dez famílias da comunidade de Tamboril, distrito de São Timóteo, em Livramento de Nossa Senhora, Bahia, foram ajudadas pelo programa do Governo Estadual de distribuição de tanques para resfriar leite.

O recipiente, com capacidade para dois mil litros, foi entregue aos produtores, dia 13, com a presença do prefeito Ricardinho Ribeiro, que ressaltou sua importância para armazenagem e comércio da produção.

..

O leite é vendido para a Cooperativa dos Produtores de Leite e Cereais, do vizinho município de Lagoa Real, que produz queijo, iogurte e outros derivados para o Programa Fome Zero, do Governo Federal.

Para processar o leite, a Cooperativa necessita que o produto seja conservado adequadamente, o que inclui o resfriamento, através dos tanques, que os pequenos produtores não podem comprar.

Agora, eles vão produzir sem risco de perda e os beneficiados devem chegar a mais de 20 famílias, com renda mensal de até R$1.500,00, contribuindo para elevar o padrão econômico da região.

Essa iniciativa do Governo do Estado tem apoio direto da Prefeitura e entidades ligados ao setor, como Associação dos Moradores de Tamboril e Associação do Semiárido de Livramento (Asamil).

 

Reunião da APLB – 15.01.2019

Sindicalista teme por Educação
no atual mandato de Rui Costa

 

Raimundo Marinho
Jornalista

O governador Rui Costa, da Bahia, demonstra ter ódio da educação e do professor. A afirmativa é da diretora de Organização da APLB-Sindicato, Ivone Azevedo, no último dia 11, em Livramento de Nossa Senhora.

Ela discorreu sobre a Conjuntura Política e os Desafios para o Movimento Sindical, em palestra promovida pelo Conselho Sindical Regional São Francisco da APLB, e se referiu a atos recentes do governador.

Os atos incluem fechamento de escolas, dedicação exclusiva de diretores de escolas, extinção dos núcleos regionais da Secretaria da Educação, além de aumento da contribuição previdenciária.

A sindicalista alertou que 2019 será ruim, sem esperanças de melhorias e avanços na carreira e condições de trabalho. “Será o ano da resistência e de luta para não perdermos o que temos”, disse.

Citou a terceirização adotada pelo governador, em lugar dos concursos públicos, e a evasão escolar, que esvaziam as salas de aula e eliminam espaços de trabalho do profissional da Educação.

Deixou claro não querer “aterrorizar e sim alertar”, para manter a classe vigilante e na luta para preservar conquistas. Mas também criticou a categoria: “só pensa em dinheiro, não luta pelos direitos”.

Acrescenta que “ninguém pensa mais na educação, perderam-se na profissão” e condenou o clientelismo e comodismo do setor. Também denunciou a manipulação dos sindicatos por gestores municipais.

A Regional da APLB reúne as delegacias Serra das Almas (Livramento), Algodão (Guanambi), Urânio (Malhada de Pedras), Manganês (Caetité) e Serra Geral (Carinhanha), abrangendo 26 municípios.

O novo diretor regional, Gerlando Oliveira, que coordenou o evento, falou das diretrizes de mobilização para preservar direitos e valorizar a classe, incluindo a implementação dos planos de carreira.

O encontro da Regional da APLB, realizado no Centro Paroquial, dia 11, em Livramento, reuniu diretores dos núcleos de Jussiape, Érico Cardoso, Paramirim, Malhada de Pedras e Caculé.

 

Calendário APA – 15.01.2019

O homem deve ser guardião
das outras espécies animais

 

Raimundo Marinho
Jornalista

 

Iniciativas, ainda que pequenas, indicam mudanças alvissareiras em nossa relação com os animais, que não diferem dos humanos em importância para a natureza, igualando-se na completude do Plano de Deus.

Cada vez mais as pessoas se conscientizam disso. Deus elegeu o ser humano, dando-lhe maior engenhosidade mental e de comunicação, como guardião das outras espécies e não para destruí-las.

Mas, infelizmente, a matança dos bichos, em assustadora escala industrial, ainda é perversa e cruel, distorcendo o projeto de Deus, ao transformar os animais em desnecessária fonte de alimento.

Assim, é esperançoso ver em Livramento de Nossa Senhora, Bahia, um engajamento nessa nova e correta visão de proteção dos animais, apesar de ainda ser incipiente, ante o tamanho do problema.

Todavia, já podemos observar resultados concretos consoladores. É o caso das ações da APA (Associação Protetora dos Animais), que recolhe animais doentes, para tratamento, alimentação e vacinas.

Minimiza, consideravelmente, o sofrimento desses seres, tudo de forma voluntária. No final de 2018, a entidade lançou o “Projeto Calendário Animal”, 1ª edição, nas versões  folhinha e de mesa.

Na folha de cada mês, é contada a história de um dos animais socorridos pela APA. Quem adquirir o material ajudará no custeio das ações da entidade. Custa R$5,00 e R$10,00, respectivamente.

Os bichos sentem dor e fome, como nós e precisam de socorro, tratamento e alimentação. Quem desejar, pode adotar um deles. A APA recolhe, trata, alimenta, vacina e castra os animais recolhidos.

(Facebook: Ong APA Livramento, @ongapalivramento. ongapalivramento@gmail.com)

 

Obras iniciadas – 07.01.2019

Novo cemitério em Livramento

 

Raimundo Marinho
Jornalista

O grave problema da falta de espaço no cemitério da cidade de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, terá fim em breve, sossegando os moradores, principalmente os que acreditam na morte.

A prefeitura anunciou o início das obras para construção de novo local, em área remanescente do antigo aeródromo, com 20 mil metros quadrados, vizinho à UPA (Unidade de Pronto Atendimento).

A nova necrópole terá capacidade para acolher inumações por pelo menos 22 anos, estimado com base na média atual de sepultamentos, que é de 300 por ano, segundo dados da prefeitura.

Foi divulgado que as obras estão sendo executados com mão-de-obra e recursos próprios, pela Secretaria Municipal de Infraestrutura, com aprovação dos órgãos ambientais locais.

Segundo o secretário de Agricultura, Recursos Hídricos e Meio Ambiente, Ricardo Juvelino, o cemitério terá estrutura completa e dentro de todas as exigências da legislação ambiental.

O prefeito Ricardinho Ribeiro disse tratar-se de um pedido antigo da população, desde a gestão passada, que sua administração vai atender, “se nosso Bom Deus permitir”, ressalvou.

 

Geladeiroteca – 05.01.2019

E os bons tempos do juazeiro!

 

Raimundo Marinho
Jornalista

O prefeito de Livramento, Ricardinho Ribeiro, prestigiou lançamento da Geladeiroteca Juazeiro

Pergunte o que é juazeiro e a resposta certa dirá ser uma árvore comum no semiárido brasileiro, inclusive em Livramento de Nossa Senhora, Bahia, resistente à seca e fonte de alimento para os animais.

Mas se a pergunta for sobre os “tempos do juazeiro”, sessentões e setentões livramentenses dirão que foram os áureos dias juvenis, em frente ao Colégio João Vilas Boas, sob a sombra da generosa árvore.

Ali, a galera ficava horas e horas, em intervalos e aulas vagas, resenhando e contando vantagens estudantis. Uns aproveitavam para fumar escondido e falar palavrões, o que não ousavam fazer em casa.

Esses belos tempos estão sendo lembrados, um pouco, em projeto muito simples, mas de alto significado, chamado Geladeiroteca Juazeiro, inaugurado por Vovô Deva, último dia 3, homenageando a saudosa árvore.

A meta é disponibilizar livros ao público, principalmente estudantes, na Praça Coronel Zezinho Tanajura, onde hoje há uma lanchonete, local do extinto juazeiro, em frente ao CEJVB, antigo Ginásio de Livramento.

A geladeira, claro, não gela, é simbólica e foi adaptada para guardar os livros, de onde podem ser retirados, para leitura. E assim que forem lidos, devem ser devolvidos ao local, para outros interessados.

A mão é dupla e quem quiser pode fazer doações, de novos ou usados, colocando-os na Geladeiroteca. É uma inteligente troca comunitária de livros, que incentiva a leitura e dissemina cultura e conhecimento.

Vovô Deva, autor da ideia, é o pediatra Hildevaldo Silva Ribeiro, 71 anos. Ele frisa que a singela iniciativa, se tiver apoio da comunidade, vai gerar bons resultados, ao facilitar acesso aos livros, muitos deles raros.

Explica que a geladeira simboliza o convite para se “refrescar as ideias”, evitando que a cultura caia no frio do esquecimento, além de informar-se e estimular transformações positivas na comunidade.

Vovô Deva: não deixe a cultura na geladeira

 

Pedra da Santana - 03.01.2019

Um enigma da natureza!

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Uma formação rochosa, denominada Pedra da Santana, chama a atenção no povoado de Santana, 13km a sudoeste da cidade de Paramirim, na Bahia, raro monumento natural, no Brasil.

Chega-se bem perto do local, em poucos minutos, de automóvel, seguindo-se uma agradável caminhada, de 2km, até o topo da montanha, que se eleva a 938m acima do nível do mar.

O enorme bloco rochoso equilibra-se caprichosamente em três pedras, intrigantemente desproporcionais, como se postas por mão humana, numa média de 97cm acima do piso de extenso lajedo.

Mas não há indício de ser obra da Engenharia. Estima-se que tem cerca de 22m de perímetro, 48m³ e aproximadamente 130 mil quilos, pelos parâmetros de medição e pesagem usados nesses casos.

Costuma ser confundido com os antigos dolmens, monumentos megalíticos datados do final do V ao III milênios antes de Cristo, normalmente usados como sepulcros. Eram obras da construção humana.

Visitei o local, levado pelos amigos Eduardo Lessa e Gilberto Spínola Matias, e fomos guiados por José Carmelito, morador do local. Ele conta que lá se realiza a Via-Sacra, toda Sexta-Feira da Paixão.

O guia lembra que o nome antigo da rocha era Pedra do Sobrado, alterado em homenagem à padroeira do povoado. Disse já ter guiado inúmeros visitantes, inclusive equipes de televisão.

O monumento parece não ser muito explorado turisticamente, o que talvez seja bom para sua preservação e da natureza em seu entorno. Mas é um local deslumbrante, verdadeira obra de Deus!